Brincadeiras de faz de conta com os livros de Patricia Auerbach


Atualizado em 26/08/2015

Eu gosto muito de livros que não tem palavras. Eles permitem liberar a imaginação das crianças para que criem suas próprias histórias. E uma autora que trabalha muito bem este estilo e transforma seus livros em grandes brincadeiras é a Patricia Auerbach. E é por isso que ela está aqui, na nossa coluna Livro Brincante, em que conversamos com autores de obras que podem extrapolar o prazer de ler para o brincar.

Quando era pequena, Patricia acreditava que seria princesa, mas depois o tempo passou, ela estudou arquitetura e trabalhou com criação publicitária e como professora de história da arte. Hoje, é autora e ilustradora de livros infantis, arte-educadora e uma mãe que adora brincar.  A primeira coisa que ela fala para a gente na entrevista é que seus livros foram feitos para saltarem para fora e virarem uma brincadeira. É ou não é a cara do Tempojunto?

Eu amei a forma como ela descreve a rotina de brincadeiras na sua casa que, com certeza, pode ser chamada de “casa brincante”. Olha só:

Seu primeiro livro, O Jornal, lançado pela editora Brinque Book e vencedor do prêmio da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ) 2013 de melhor livro ilustrado, surgiu de uma brincadeira de faz de conta. Numa tarde de chuva em que os adultos queriam ler e as crianças estavam entediadas e precisando brincar, a Patricia encontrou um jornal velho e começou a criar dobraduras e montar com as crianças uma brincadeira de pirata.

No livro, um menino fica intrigado com o pai, que só quer ler jornal. Então o pequeno começa a inventar diversas coisas que poderiam ser feitas com uma folha de jornal. Só de imitar as dobraduras que ele faz e de reproduzir as imagens de cada página do livro com as crianças, já conseguimos fazer várias brincadeiras de faz de conta.

Brincar de faz de conta com os livros de Patricia Auerbach - O jornalBrincar de faz de conta com os livros de Patricia Auerbach - Jornal b

Além disso, como o livro não tem palavras, outra brincadeira ótima é inventar uma história diferente por dia a partir das mesmas ilustrações.

Mais uma dica de brincadeira: perguntas e respostas sobre o que cada personagem estaria pensando em cada página do livro. Cada pessoa fica com um personagem (pai e filho) e inventa os pensamentos de cada um separados. Depois olham juntos o livro, comparando as respostas. Certeza de muitas risadas!

A Patricia nasceu em São Paulo, em 1978, e quando ainda era bem pequena, passava horas na frente do espelho inventando lindos vestidos e penteados incríveis com as toalhas de banho e os panos que achava pela casa. Talvez esta tenha sido a inspiração para seu segundo livro brincante: O Lenço. Nele, uma menininha descobre um lenço vermelho de bolinhas brancas na gaveta da mãe. Com ele, ela inventa as mais diversas brincadeiras de faz de conta: rainha, grávida, fantasma, cabana, e por aí vai.

A Patcamargo usou o livro e deixou vários lenços para os filhos. Em minutos eles estavam imitando cada página e criando várias histórias e brincadeiras de faz de conta. Teve reino de príncipes e princesas, teve cabelereiro, teve pular corda, cabana e a casa fantasma. A foto ficou tremida porque a Patricia não conseguia parar de rir!

Brincar de faz de conta com os livros de Patricia Auerbach - crianças brincam

Todas as atividades de “O Jornal” podem facilmente serem feitas com “O Lenço”. Olha quanta coisa para o tempo junto com as crianças.

Brincar de faz de conta com os livros de Patricia Auerbach - livro O lenço

Aliás, a Patricia também é uma defensora do vínculo de pais e filhos na hora de brincar. Veja a opinião dela sobre o que percebe desta relação:

A autora explica: “Livros sem texto, tem tantas camadas que, conforme o momento de vida, surge uma leitura diferente. Por isso, eles podem ser lidos e ‘brincados’ nas mais diversas idades”. E teremos mais livros brincantes nos próximos meses.

Para dar mais um gostinho das habilidades brincantes da Patricia, vejam abaixo os vídeos com as dobraduras do livro “O Jornal”:

post_link_parceiros

——-

No final de agosto de 2015, a Patricia lançou mais um livro incrível. “Coisa de Gente Grande” é um trabalho lindo e muito poético, em que a autora combina coisas de gente grande – bagagem, lugares, vitórias, tropeços, destinos – a imagens que representam situações próprias da infância. A bagagem, por exemplo, se faz presente na vida das crianças na mochila escolar.

Jpeg

Novos lugares estão por toda parte, e nem é preciso sair de casa para descobri-los: basta embarcar na viagem em uma caixa de papelão. E vitórias podem ser alcançadas com a ajuda do brinquedo preferido. Um livro que mostra como pode ser simples crescer, mesmo quando os adultos tentam complicar. Muito legal!

Gostou da entrevista? Aqui no blog, todos os dias tem sugestões para você e seus filhos. Não perca! E se você se inscrever na nossa Newsletter, estas dicas chegarão gratuitamente no seu e-mail. É só clicar aqui.

1 comment

Comente

+ Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.