Bóra seguir o mestre de um jeito diferente: vamos passear na floresta?

Bóra seguir o mestre de um jeito diferente: vamos passear na floresta?


By patcamargo

As crianças trazem várias brincadeiras que aprendem na escola para “fazerem parte do Tempojunto, mamãe”. Eu amo esta iniciativa e independentemente de postar aqui, eu sempre faço com eles. Esta é uma variação do Siga o Mestre, muito divertida e que trabalha vários movimentos do corpo.

foto: Drika Trevisan

foto: Drika Trevisan

Você pode fazer primeiro, ensinando a música para as crianças. Conforme vocês forem repetindo, dá para trocar e as crianças passam a liderar a história. Mas para você entender, primeiro, a letra da música:

Vamos passear na floresta?
Então vamos!
Iiii, olha lá!
Uma árvore
Vamos subir?
Então vamos!

Vamos passear na floresta?
Então vamos!
Iiiii, olha lá!
Um rio!
Vamos nadar?
Então vamos!

Vamos passear na floresta?
Então vamos!
Iiiii, olha lá!
Uma caverna!
Vamos entrar?
Então vamos!

Iiii que pelo é esse?
Iiii que cheiro é esse?
Um gambá!
Vamos correr?
Então vamos!

Iiii olha lá!
Uma barraca!
Vamos entrar?
Então vamos!

Iiiii, olha lá!
Uma porta!
Vamos fechar?
Então vamos!

Ufa! o gambá não entrou!

A movimentação para acompanhar a música

A brincadeira funciona assim: você canta ou fala a primeira frase da música e as crianças repetem. E assim, sucessivamente, formando um jogral. Quando houver a indicação de uma atividade (subir na árvore, nada no rio, entrar na caverna), todos precisam fazer os gestos correspondentes. É como seguir o mestre, mas com uma história para deixar mais alegre. É possível variar bastante as coisas encontradas na floresta, conforme a idade dos seus filhos.

Se forem pequenos, com 2 ou 3 anos, eles conseguirão imitar gestos simples como bater os braços, fingindo que nadam, ou se agachar para entrar na caverna. Com 4, 5 ou 6 anos você pode deixar os gestos mais reais, incluindo saltos, arrastar no chão e rolar. Para os mais velhos ainda, dá até para preparar antes um caminho de obstáculos, com cadeiras, galhos (quem sabe até fazer a brincadeira na piscina para ter um rio de verdade?).

foto: Drika Trevisan

foto: Drika Trevisan

foto: Drika Trevisan

foto: Drika Trevisan

Olha a Cururuca e eu correndo do gambá. Tudo registrado pela Amanda, para o vídeo no final do post.

foto: Drika Trevisan

foto: Drika Trevisan

No vídeo, a Cururuca está super tímida e a gente tinha a limitação do espaço para gravar. Entretanto, quando a gente brinca é uma correria, uma risada só e cada um quer ter sua vez de inventar a versão do passeio na floresta com muitos outros obstáculos e os bichos mais esquisitos que encontramos!

Aqui tem outra versão da música, com sugestões dos gestos e acrobacias que as crianças podem fazer.

Por aqui sempre tem muita novidade. Se você não quer perder nada, faça parte do nosso grupo da newsletter do Tempojunto. É gratuito, você recebe sempre nossas novidades e tem tudo guardadinho para quando quiser consultar.

2 comentários

Deixe seu comentário

+ E aí, o que você achou?