15 Brincadeiras que ajudam na hora de estudar


By patcamargo

Estou entrando agora com meus filhos na fase de começar a fazer lição de casa. Claro que ainda são atividades simples, por que as meninas ainda estão no ensino infantil e o Pocoyo no primeiro ano, mas eles estão se preparando para ter um tempo de estudo em casa. E daí veio a pergunta: “Será que algumas brincadeiras podem ajudar nesta etapa da vida escolar das crianças?”. A Patricia Marinho fez um post bem legal sobre este assunto, focando principalmente nas crianças com a idade da Carol (9 anos), e que já se veem às voltas com provas, trabalhos em grupo e lição de casa. Vale muito a leitura.

Eu por minha vez, resolvi buscar brincadeiras para as crianças mais novas, a partir de 4 anos, criarem hábitos quase sem querer que irão ajudar no momento em que eles precisarem dedicar mais tempo para estudar em casa.

Pensei, então, nas características relevantes para criar este bom hábito neles. Para isso, separei algumas brincadeiras que já fizemos aqui e outras frutos da minha pesquisa no Pinterest do Tempojunto e montei uma listinha que compartilho com vocês aqui. Eu já comecei a aproveitá-las em casa e tenho certeza que brincando meus filhos terão a ajuda que precisam para estudar bem em casa.

Das brincadeiras que ajudam na hora de estudar, as primeiras na lista são:

Atividades de concentração

1. Quebra-cabeças

Com 4 ou 40 peças, pequenos ou grandes, os quebra-cabeças são ótimos para estimular a concentração. Eu falo muito dele aqui.

Quebra cabeças é diversão e desenvolvimento para o cérebro - quebra cabeças montando

2. Dominó

Outro jogo que as crianças precisam prestar atenção para saber qual peça encaixar. Tem muitos que em lugar de números apresentam formas geométricas ou desenhos, o que permite que os pequenos consigam concluir uma partida.

20 ideias para se divertir na Páscoa - domino de ovo

3. Alinhavo

Este originalmente é uma brincadeira mais usada para treinar a coordenação motora fina. Mas também tem a contrapartida de promover a concentração das crianças para passarem o cordão pelos furos. Além de ser um brinquedo caseiro bem simples de fazer.

alinhavo com eva

4. Xadrez ou Damas

Esta é a nova onda aqui em casa. Todos estão jogando xadrez. Obviamente fazemos com as regras bem reduzidas: respeitamos o movimento das peças, só é possível comer a peça que está na casinha à sua frente e tentamos pegar o Rei. E eu jogo sempre com eles para lembrá-los dos movimentos. Com a Potcho, que é mais nova, a gente brinca de Damas, também só andando as casinhas.

Outro jogo que funciona muito bem em casa é o xadrez chinês. Ele é uma espécie de jogo da velha ampliado, com mais casas e possibilidades de fechar uma sequência de cores. Aliás, boa pedida para um jogo em família.

Jogos de tabuleiro - xadrez

5.Massinha

Aqui um campeão na casa da Patricia Marinho. A Gabi, a filha dela de 2 anos, ama massinha desde bebê. E até hoje a brincadeira é a preferida dela. Está aí outra atividade que ajuda na concentração, em focar num objetivo. Ambos fundamentais para uma rotina de estudos futura.

6. Um craft ou artesanato

Pode ser um desenho, uma pintura, colagem ou outra atividade artesanal que seus filhos gostem. As crianças têm características diferentes e cada uma pode preferir trabalhar com um tipo de técnica ou material. Neste caso, como o objetivo é estimular a concentração, a paciência, a perseverança a proposta não é apresentar algo novo (que daria mais espaço para descoberta e criatividade), mas trabalhar com o que seu filho já conhece e gosta.

Pintura com cotonete, um jeito diferente dos pequenos fazerem arte - gabi pintando

Atividades de pensamento rápido

Logo depois da concentração, eu elegi o raciocínio rápido como outra característica que ajuda no momento de estudar. Explico: hoje em dia a tendência das crianças, tanto pela forma como vivemos, quanto pelos atraentes recursos tecnológicos, é pensar menos. Aliás, esta é uma característica dos adultos também. Aposto que você não tem mais aquela antiga habilidade de decorar números de telefones ou fazer cálculos mentais. A gente deixa para o computador fazer isso por nós.

Mas quando estamos falando de estudo, o cenário muda. A gente precisa aprender a raciocinar, desenvolver a capacidade de pensar, de analisar dados, de reter informação, de resolver problemas. Afinal, no futuro, não é um computador que irá decidir coisas importantes pelos nosso filhos, certo? (CERTO?). Então, separei algumas brincadeiras que requerem que as crianças pensem e pensem rapidinho.

7. Jogo da Velha versão agitada

O Jogo da Velha todos conhecem. A versão que eu escolhi cabe direitinho para meus filhotes agitadões. Como é um jogo-competição e feito no formato gincana, eles precisam pensar rapidinho onde colocar o marcador ou o outro vai fechar a sequência primeiro.

30 Brincadeiras de movimento para uma gincana que será um arraso - jogo da velha agitado

8. Stop

Clássico dos clássicos, este jogo também treina o raciocínio rápido. Conhece?

Stop

9. Jogo do pontinho

Este jogo que a Patricia Marinho me ensinou primordialmente não tem tempo para ser feito. Mas é só acrescentar um limite de tempo, ou colocar dois jogadores tentando fechar os pontos ao mesmo tempo, que a brincadeira toma um rumo novo e dá-lhe pensar depressinha.

Que tal brincar com seus filhos de jogo do pontinho? - unindo os pontos

10. Palavra rápida na piscina

Outro jogo que é simples e você pode fazer com seus filhos quando estiver calor. Quem bobear na palavra vai chegando perto da piscina e tchibum! Se seus filhos forem pequenos, podem falar palavras aleatórias. Se foram maiorezinhos como os meus, podemos adicionar um componente extra, como só nomes de bichos, ou palavras com a letra M.

Brincar de A Palavra na Piscina e estimular o cérebro - menina pulando

Atividades de desafio de raciocínio

A terceira categoria que eu elenquei nas atividades que ajudarão meus filhos no momento de estudar são as brincadeiras de desafio de raciocínio. Neste post da Encourage Play, ela mostra direitinho como trabalhar com crianças pequenas. Com materiais simples da sua casa, você propõe que eles criem, por exemplo, uma ponte para levar uma peça de Lego de um lugar ao outro. Ou um “aparelho” que role, ou a torre mais alta possível.

Little boy and girl playing in woods with sticks

Brincadeiras que ajudam com o aprendizado

Só para completar este post, eu separei algumas brincadeiras que ajudam a aprender de uma forma divertida. Algumas escolas já adotam com mais freqüência as atividades lúdicas para ensinar, mas a gente também pode fazer em casa, por que não?

12. Formar palavras

Este é outro brinquedo caseiro bem simples de fazer e que seu filho vai aprendendo a relacionar as letras ou sílabas com o desenho e formar as palavras.

Brinquedo que ajuda a formar e ler as primeiras palavras - sofia brincando

13. Quebra-cabeças com letras

Também na mesma linha do brinquedo acima, um quebra-cabeças feito com palitos de sorvete ou em blocos grandes de montar, tendo o desenho e as letras ajudam na hora de aprender as primeiras palavras escritas.

brincar com seu filho para aprender novas palavras - cartas jogo soletrando 1

14. Acerte a quantidade

Um prato descartável e pregadores são suficientes para estimular seu filho a contar e a fazer a relação entre o número ordinal (1, 2, 3) e a quantidade que eles representam. No post, eu uso durante uma gincana que fiz em casa, mas você pode tranquilamente brincar com seu filho só disso.

gincana - pratinho

15. Explosão de Coca-Cola

Se você fizer uma busca por aqui no blog vai encontrar uma série de brincadeiras científicas, muito divertidas e ótimas para incentivar a descoberta e a paixão pelas ciências. Eu separei uma que tanto eu quanto a Patricia fizemos e foi muito divertido: a explosão de feita com Coca-Cola e Mentos. A reação química dos elementos é incrível. Atenção: não faça isso dentro do seu estômago rsrsrsrs.

Eu lembro que eu era uma criança concentrada, mas não gostava muito de ficar horas estudando em casa. Especialmente matérias que não eram as “top 10”, como física e química. Estas lições de casa eram a pior parte da minha semana. Se seu filho não está se concentrando na hora dos estudos, que tal perguntar se eles gostam de assunto? E, em seguida, perguntar-nos se estamos dando a eles oportunidade de conhecer o assunto em um formato que funciona para eles? Sendo divertido e envolvente tudo certamente será mais fácil.

Se você propuser uma destas brincadeiras para incentivar a concentração ou raciocínio que você acha que é incrível, mas seu filho não presta atenção, não se ofenda, não fique bravo. Mas apenas suave e rapidamente finalize a brincadeira e faça algo diferente.

Atividades que ajudam a preparar para a época de estudar em casa pode ser muito divertidas de fazerem juntos e podem ser facilmente incorporadas no dia a dia. Eu espero que vocês se divirtam!

Uma última dica: fique por dentro de tudo o que postamos aqui no blog e nos demais canais do Tempojunto com uma simples inscrição grátis na nossa Newsletter. Ela é semanal, e você recebe todas as novidades para brincar com seus filhos em seu e-mail.

7 Comments

Comente

+ Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.