Vamos brincar de castelo de cartas?


Volta e meia eu me surpreendo com o sucesso que algumas atividades simples fazem. Montar um castelo de cartas foi a mais recente delas. Eu fazia na minha infância e resolvi propor para os meus sobrinhos, cujas idades variam de 11 a 27 anos, numa temporada na casa da minha mãe.

Brincadeira perfeita para uma noite de jogos em família

Volta e meia, quando a família se reúne, a gente quebra a cabeça para pensar em como integrar pessoas de diferentes gerações. Pois a brincadeira é a melhor resposta para esta questão. E é incrível ver como funciona tanto para os mais novos, que conseguem passar tempo com os adultos, como para os mais velhos, que se permitem voltar a ser criança.

E nem é preciso muito para fazer uma brincadeira divertida. Experimente, por exemplo, reunir a família numa mesa e propor o desafio de quem consegue montar um castelo de cartas.

No começo, boa parte da galera disse que não ia fazer porque era muito difícil. Até que o João se empolgou e cismou que ia conseguir montar um.

Foi a deixa para os outros tentarem também! A Bárbara foi a primeira a conseguir repetir o feito do João. Sente a alegria da pessoa:

Pensa que acabou por aí? Claro que não. O João conseguiu fazer um castelo de 2 andares. O Pedro disse que era pouco. Então foi a hora de aumentar a complexidade. Será que alguém consegue montar um castelo de 3 andares?

Justamente o Pedro foi o primeiro a conseguir…

… seguido da Bárbara.

A Carol conseguiu fazer dois andares e ficou muito feliz também!

É inacreditável o tanto que o assunto rendeu!

No dia seguinte, o João não sossegou enquanto não fez os seus três andares também.

Se você gostou deste post e não quer perder nossas próximas sugestões, cadastre-se na nossa lista para receber a nossa newsletter semanal por email. É grátis.

+ Não existem comentários

Deixe sua opinião