Desenho cego é uma forma de criar a partir das memórias das crianças


Existe uma técnica em arte que se chama Desenho Cego. Eu subverti um pouco a proposta, mas mantive a essência e propus uma brincadeira aqui em casa com minhas filhas, numa noite em que estávamos sem nada para fazer. Foi uma boa surpresa entender que a técnica, na forma de brincar trabalhou a memória e a percepção das coisas.

Para brincar, você vai precisar de lápis, papel, uma venda e um objeto.

A técnica original consiste em o artista observar um objeto e desenhá-lo sem olhar para o papel. O objetivo não é fazer um traço perfeito. Ao contrário, a graça é justamente a imperfeição dos traços.

“A autocrítica, muitas vezes, é o maior inimigo de quem cria. Bloqueamos nossa iniciativa em produzir algo, porque simplesmente temos um resultado idealizado pela concepção pré-estabelecida do que é bonito, perfeito”, explica a arteterapeuta Patricia Diniz.

Perceber a partir da lembrança e criatividade

Então, o desenho cego serve justamente para encontrarmos o bonito no que não está parecido com o concreto.

Na prática, eu chamei, então, a Cururuca, para brincar comigo. Primeiro eu propus a história dela olhar um objeto e desenhar conforme a técnica. Mas ela sempre dava “uma espiadinha” no papel e ficava frustrada com o resultado. Lição anotada: testar novamente o Desenho Cego quando ela for mais velha.

Ora, a gente sempre fala aqui que uma brincadeira não dá certo ou errado. Ela simplesmente muda e se molda ao momento e às pessoas que estão brincando. Foi o que aconteceu.

A Cururca colocou a venda e resolveu que desenharia alguma coisa que ela se lembrasse. Daí, entreguei o lápis a ela e ela começou.

A primeira forma é bem conhecida da maioria das crianças.

Uma declaração de amor no desenho cego

Então, ela se empolgou e continuou seu desenho. Ficou cheio de formas e uma declaração de amor para mim.

Ter deixado que ela mudasse a brincadeira foi ótimo e no final, ela ficou super orgulhosa do desenho cego que fez a partir de suas memórias. E da mesma forma que a técnica original, ela encontrou beleza no que seria “imperfeito” a olhos tradicionais.

Sempre trazemos no Tempojunto sugestões de brincadeiras que envolvem arte para crianças de todas as idades. Se você quiser acompanhar, nossa dica é se inscrever na Newsletter Tempojunto. Você passa a receber em seu e-mail, semanalmente, todas as brincadeiras que postasmo no blog, além das nossas novidades.

+ Seja o primeiro a comentar

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.