Enigmas de raciocínio para distrair enquanto esperam


Eu me lembro de, quando criança, gostar muito de enigmas de raciocínio ou charadas com pistas para resolver. Até hoje, estas brincadeiras me encantam e eu acabo brincando com meus filhos. Elas, além de colocar o cérebro para funcionar, servem para qualquer momento em que precisamos passar o tempo na boa com as crianças.

Esta minha “mania” já rendeu dois posts de charadinhas e pegadinhas de raciocínio e alguns jogos bem legais e diferentes como o PongHau.

Como a gente brinca muito por aqui e tanto o Pocoyo (com 8 anos), como a Cururca (com 7 anos) já conseguem brincar com charadas mais elaboradas, resgatei uma brincadeira que eu brincava com meus amigos na escola: enigmas de raciocínio. Hoje em dia, é muito conhecido como o jogo das perguntas “Sim, Não, Indiferente”.

O navio e o vigilante noturno

A brincadeira começa com uma história bem curtinha e, a princípio sem pé, nem cabeça. Então, para descobrir o enigma, as crianças podem fazer perguntas e quem está contando a história só pode responder “Sim”, “Não ou “Indiferente”.

Você pode ou não estipular o número de perguntas. E no final, seu filho precisa resolver o mistério. Acho que a mais popular destas histórias é a da Sopa de Gaivota. Mas esta não é para crianças.

Então, separei três delas para vocês conhecerem e começarem a brincar.

O mistério é a chave

Não esqueça que quanto mais clima de mistério, mais divertida fica a brincadeira. E os enigmas de raciocínio servem para aquela viagem que não chega nunca, a fila, o restaurante, o trânsitos, seja de carro ou de ônibus e todos os momentos em que precisamos ficar esperando com as crianças.

Bom, mas serve para qualquer momento, na verdade! Vamos aos enigmas:

Um navio japonês foi assaltado e seu tesouro roubado. Piratas chegaram ao navio e questionaram os três únicos suspeitos: o cozinheiro, o médico e um marinheiro.

O cozinheiro disse que não tinha sido ele, pois estava cortando sushi; o médico disse que não havia sido ele, pois estava atendendo um passageiro com enjôo; o marinheiro disse que não havia sido ele, pois estava virando a bandeira.

Quem roubou o tesouro e como você descobriu?

Uma excursão, ao andar em um deserto, encontra o cadáver de um homem, um paraquedas e um palitinho de dente. Qual a explicação para isso?

—-

Invente suas respostas

Ivan era um guarda-noturno. Seu chefe pede que o chame pontualmente às 5 da manhã, pois precisa pegar um avião. De manhã, o guarda chama o chefe pontualmente.

Mas ele avisa ao chefe que teve um sonho:
Disse-lhe que o avião que ele deveria tomar sofreria um acidente e, em consequência, morriam todos os passageiros.
Seu chefe, um jovem executivo, dinâmico e empreendedor, que tinha verdadeiro pânico de aviões, assustado com a informação de seu empregado, decidiu cancelar o vôo.

Mais tarde, leu nas manchetes dos jornais que o avião que ele deveria ter tomado caíra ao mar.
Imediatamente, chamou o guarda-noturno, mostrou a notícia do jornal, agradeceu-lhe efusivamente o aviso que lhe salvara a vida e, a seguir, sem nenhuma explicação adicional, despediu-o da companhia.

Por que Ivan foi mandado embora?

Ah! você quer saber as respostas? Bom, coloque aqui nos comentários suas hipóteses!

Espero que os enigmas de raciocínio sejam ótimos companheiros seus e dos seus filhos nos momentos juntos!

Se você gostou deste post e não quer perder nossas próximas sugestões, cadastre-se na nossa lista para receber a nossa newsletter semanal por email. É grátis.

6 Comments

Comente
  1. 1
    Caio

    No primeiro enigma, eu acredito que quem roubou o navio tenha sido o médico. Vamos aos porques: Não acredito que tenha sido o cozinheiro, porque ele é japones (pois ele estava preparando o sushi e o navio era japones). O Marinheiro tem um código de conduto com o seu navio, então, sobrou apenas o médico para ter roubado o navio. Certo?

    • 2
      Patricia Camargo

      Oi Caio. Infelizmente, não está certo. Não foi o médico :) Mas valeu pela tentativa e pela boa explicação!

  2. 3
    Caio

    Acho que errei quanto ao Marinheiro, achei que ele fazia parte da tripulação, mas são Piratas, então seria ele? O Médico tem uma testemunha que é a pessoal na qual ele estava ajudando.

  3. 5
    Josy

    a do navio japonês – foi o marinheiro, pois a bandeira do japão é igual de ambos os lados. Então, o marinheiro não estava mexendo na bandeira realmente.

+ Leave a Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.