Bianca Mól explica como histórias em vídeo podem ser brincantes


A Bianca Mól não se considera uma escritora de histórias infantis. “Então, o que ela está fazendo aqui neste espaço no Tempojunto?”, você pode me perguntar.

Acontece que aos 24 anos, esta ilustradora e “videocontadora de histórias” encontrou sem querer uma forma diferente de se comunicar com as crianças que ainda por cima vira uma brincadeira. A partir das histórias em vídeo da personagem Nina, uma menina de 7 anos, contadas em vídeos charmosos, feitos com ilustrações, Bianca dá palestras em escolas no Rio de Janeiro e mostra para os alunos como brincar de filmar seus próprios desenhos. E as crianças se encantam com a possibilidade de transformar seus desenhos em vídeo e os vídeos em histórias.

Bianca Mól

Bianca conta suas histórias com um texto mais poético sob o pseudônimo de Garota Desdobrável. Ela sempre gostou de desenhar e de escrever, mas não via como conciliar as duas coisas. Durante a faculdade, deixou o desenho de lado e resolveu escrever. “Numa madrugada sem nada para fazer, eu voltei a desenhar. Foi pura inspiração.”, afirma.

A partir daí, ela resolveu se filmar desenhando e postou no Youtube despretenciosamente. Foi a mãe dela que sugeriu colocar as histórias que ela criava no formato de vídeo ilustração. “Me encontrei”. Bianca avalia, pelos comentários dos seus leitores, que suas histórias têm “camadas” de interpretação. “As crianças gostam do visual e da fantasia da ilustrações. Os mais velhos acabam percebendo outras nuances dos vídeos”, conta.

Pais e as crianças

Ela tem retorno dos pais que falam com ela no canal do Youtube sobre como as crianças que ficam encantadas com o formato da contação da história no vídeo. Por ser artesanal, as animações podem ser feitas até com um celular e isso tem atraído as crianças na nova geração. Em setembro de 2014, Bianca foi convidada para dar uma palestra na semana literária da The British School, Rio de Janeiro. “Fiquei mais nervosa pra encarar uma plateia de crianças de oito anos do que estive na final da Talent Show, no Youpix, quando apresentei o projeto da Garota Desdobrável pra diretora do Youtube e mais de duzentas pessoas”, conta.

palestra_british_school

O resultado? Vamos em números da própria Bianca:

1 escola
1 garota desdobrável
2 palestras
80 crianças de seis a oito anos
80 “tia, como você faz isso?!?”
6 mini-animações em stop motion feitas com elas.

criancas_palestra

“Eu levei dois cenários prontos em A3 e pedi que eles se desenhassem em post its. Eles recortaram e gravei com eles em stop motion, bem simples, com três fotos, e funcionou.” A atividade ainda é rápida, ela fez em 20 minutos, com 80 crianças. “Lápis, papel, um celular e imaginação, qualquer pai consegue fazer com seu filho um filminho destes”, explica.

A técnica que a Bianca ensina é deixar o celular na mesma posição e mudar as figuras no cenário um pouquinho de cada vez para dar a noção de movimento.

Crianças fazendo o stopmotion com Bianca

Crianças fazendo o stopmotion com Bianca

Para o futuro, Bianca quer desenvolver mais o Garota Desdobrável e o sonho é dar mais volume ao canal, com uma produção por dia para atender à vontade dos fãs. Olha que fofa esta história para os papais que foram príncipes e hoje são reis e inspiração de outros pequenos príncipes.

E aqui, um passo a passo para você também fazer seu stop motion com as crianças.

E se você que ver outras entrevistas e ficar por dentro de tudo aqui no Tempojunto, é só assinar a nossa Newsletter. Semanalmente a gente se fala!

+ Seja o primeiro a comentar

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.