Brincadeira divertida dentro de casa para a turma: guerra de jornal


Brincar com uma turma de crianças é comigo mesmo. Eu (oi, aqui é a Patcamargo, agora às segundas-feiras) gosto de sugerir brincadeiras que envolvam três ou mais pessoas, até porque, além dos meus filhos, volta e meia minha casa recebe os amigos deles da escola. E nem sempre dá para ficar ao ar livre. Por isso, uma brincadeira divertida dentro de casa para a turma que aprendi foi a Guerra de Jornal.

Com um material simples como folha de jornal, ou de revista, ou papel de desenho usado, dá para criar uma brincadeira animada para a galerinha com mais de 7 anos.

Além do papel, você vai precisar de fita crepe para marcar o campo e deixar a artilharia mais firme. Use fita crepe mesmo, porque ela pode ser usada no chão de madeira, de piso frio ou no tapete e não fica grudado ou tem risco de estragar a casa.

A brincadeira pode tranquilamente ser feita em um espaço pequeno. Basta tirar de perto das crianças objetos e móveis que possam machucar.

A Guerra de Jornal começa com a preparação das “granadas”. Aqui cada um usou uma folha de jornal para fazer pequenas bolinhas de papel.

Usando a fita crepe para prender a bolinha, ela ficará mais firme na hora da brincadeira. Assim:

Coordenação, jogo em equipe e raciocínio rápido

Com as granadas prontas, divida as crianças em duas equipes. Aqui, os meus jogadores prontos para iniciar a partida.

Com as crianças posicionadas nos seus campos, a um sinal, cada jogador lança uma bola de papel no campo adversário e recolhe a que foi lançada pela outra equipe e a devolve. Vale pegar do chão e jogar para o campo oposto, ou bater na bolinha ainda no ar e devolver para a turma adversária.

Em casa, eu preferi deixá-los em lados opostos do sofá, para ficar mais claro o campo de cada um.

Meu filho, minha filha e os amigos da escola entraram no clima e criaram esconderijos atrás do sofá, trincheiras e combinaram estratégias para não deixar ficar nenhuma granada inimiga em seus respectivos campos.

Quando começou a brincadeira foi um “deus-nos-acuda”! Eu comecei calculando 5 segundos até as granadas explodirem. Mas era pouco. Passei para 10 segundos. Olha só como eles se desdobravam para não deixar nada ficar no chão.

Todos juntos

Sabe o que eu achei mais legal? É que quando iniciava a contagem regressiva para a “explosão” das bolinhas de papel, todos eles saiam correndo para se proteger. E o que menos importava era quem tinha ganhado a batalha.

O que eles queriam era brincar jogando um com o outro e, claro, me ver explodir no final porque só sobrava eu no meio dos dois campos, fazendo a contagem regressiva kkkkkk.

Vou contar um segredo: no início, eles não estavam muito afim de brincar de guerra de jornal. Mas depois que fizeram a primeira vez, foi uma alegria só e jogamos várias batalhas. Sempre comigo explodindo no final, claro!

E se você não quer perder nenhuma atividade destas, inscreva-se na nossa Newsletter e você receberá semanalmente nossas novidades!

+ Seja o primeiro a comentar

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.