Atividade para bebês de 6 a 12 meses – pintura com tinta comestível

Atividade para bebês de 6 a 12 meses – pintura com tinta comestível


Esta semana a gente fez a primeira arte da Gabi! E foi muito legal. Vai ser usada em um presente para o papai, mas não posso falar mais para não estragar a surpresa!

Eu já vinha ensaiando apresentá-la para o universo das artes, como mais uma proposta de descoberta sensorial, mas estava esperando ela crescer mais um pouquinho e também queria pesquisar um pouco mais sobre tinta comestível feita em casa. Descobri um monte de coisas a esse respeito (outro post sobre isso em breve) e acabei optando por fazer uma a base de gelatina.

O primeiro passo foi fazer a tinta. É assim: você compra gelatina tipo Dr Oetker de cores diferentes, coloca o pó de cada cor num pote e coloca um pouco de água fervente. Depois você mistura e vai sentindo a textura. Se quiser mais fina, é só colocar mais água. Se ficou fina demais, basta colocar pó. Na hora em que esfriar está pronto para ser usado!

Usei duas cores básicas: vermelho e amarelo

Usei duas cores básicas: vermelho e amarelo

Com a tinta pronta, você escolhe o local de fazer a atividade. Aqui em casa foi no cadeirão onde a Gabi faz as refeições. Coloquei uma folha de papel branco na bandeja do cadeirão, derrubei um pouca da tinta e pronto, as mãos da Gabi começaram a agir. Foi interessante ver que ela ficou tão focada na textura da tinta nas mãos que nem levou na boca para experimentar, só no final da atividade.

Muita lambança! Uma parte curiosa da atividade é ver as expressões da Gabi quando percebe que a mão está grudenta e os dedos colando por causa da gelatina.

Muita lambança! Uma parte curiosa da atividade é ver as expressões da Gabi quando percebe que a mão está grudenta e os dedos colando por causa da gelatina.

Obviamente não dá para esperar que o bebê vá querer ficar muito tempo fazendo isso. É para ser uma atividade rápida. Assim que a Gabi começou a esborçar cansaço, acabamos com a arte. Mas deu para ela explorar bastante. Esse foi o resultado da arte:

A primeira arte da Gabi

A primeira arte da Gabi

Será que a Gabi gostou da proposta?

Tem muito mais dicas de brincadeiras aqui no site. É só usar uma das nossas ferramentas de busca para encontrar o que precisa. E se você não quiser perder nenhum conteúdo que publicamos para bebês, clique aqui para baixar o seu ebook “Como montar uma área de brincar” e entrar para a nossa lista de emails. Toda semana mandamos um resumo que foi publicado no blog para você. 

Ebook area de brincar_1

6 comentários

Deixe seu comentário
  1. 3
    Fernanda

    Adorei a idéia, só fico com medo de fazer pq Luiz leva tudo a boca e gelatina é mto artificial alem de ter mto açúcar ne? O que acha? Luiz tem 7 meses….

    Aaaaa… Esse blog tem sido um grande companheiro meu. MUITO OBRIGADA POR FAZÊ-LO EXISTIR!

    • 4
      tempojunto

      Awww Fernanda! Obrigada! Que delícia receber um incentivo assim. Olha, não é para a gelatina virar refeição, assim como não é para você fazer a atividade todo dia. Você provavelmente vai ver que a experiência sensorial, da coisa grudenta na mão, vai ser o que mais vai chamar a atenção do Luiz. Se ele começar a levar para a boca, pode deixar, mas se chegar num ponto que ele exagera na sua opinião, mude a brincadeira! Mas vale experimentar! Eu conversei com a pediatra antes de fazer e tive o ok dela :)

  2. 5
    Paula Monteiro

    Adoro o seu blog e já fiz um quadro sensorial para o meu bebê, apesar dele querer logo enfiar na boca, vou aguardar mais um pouco e mostrar p ele novamente. Uma dúvida, ele ainda não come nada, só mama, mas sozinho por pouco tempo e leva tudo a boca, acha que seria interessante fazer essa atividade? Aguardo e converso com pediatra? Obrigada e parabéns! !!

    • 6
      Patrícia Marinho

      Oi Paula,
      Que bom que você gosta. Olha, a resposta para a sua pergunta é bem pessoal. Você deve fazer o que deixar você segura. Eu conversei com o Pediatra antes de fazer a brincadeira. Assim, quando fiz com a Gabi, pude relaxar completamente. A fase oral, em que a criança leva tudo a boca, dura todo o primeiro ano. A conversa com o pediatra, para mim, deve ser sobre o que você deve deixar a criança explorar ou não. A ideia da tinta de gelatina é ter algo para a criança experimentar fazer arte sem que seja tóxico. Dá para fazer tinta de beterraba, de cenoura, de espinafre…
      Espero que você goste tanto de fazer atividades sensoriais com o seu bebê como eu gosto de fazer com a Gabi.
      Beijos,
      Patrícia

+ E aí, o que você achou?