10 brincadeiras para quando você tem apenas 10 minutinhos


Tanto eu quanto a Patcamargo vivemos em São Paulo e temos a vida corrida típica daqui. E se a gente se esforça para ter um tempo junto com com os filhos, fazemos ideia de como é para todo mundo. Tem momentos em que só temos aqueles 10 minutinhos antes de as crianças dormirem.

Pensando nisso e sabendo que um dos nossos objetivos aqui no blog é sugerir opções de atividades com as crianças não importando o espaço, lugar ou TEMPO disponíveis, é que fiz este post com dicas de brincadeiras que podem levar só 10 minutinhos (ou 15!) e já estão valendo.

Nossa inspiração inicial foi neste post da Creative With Kids. Mas a partir dele, tivemos tantas outras ideias que vamos fazer dois posts com todas elas.

Conforme descreve a autora do Creative With Kids, estes 10 minutos podem se tornar o “momento especial” do dia. Particularmente quando você tem mais filhos. É importante que cada um tenha seu momento. A Patricia Camargo, que tem três filhos com idades próximas (5, 3 e 2) já faz isso há algum tempo e funciona muito bem: a cada dois dias, ela reserva 1 hora do dia – 20 minutos para cada filho – e marca com relógio os minutos. No começo foi complicado explicar a “preferência momentânea” por um deles. Mas com o tempo, eles entenderam que cada um teria seu momento especial e passaram a respeitar este espaço.

Voltando aos 10 minutos. Este é um período que qualquer adulto consegue se concentrar, estar totalmente presente, longe de celular, televisão e qualquer coisa que o distraia. Daí ser um tempo tão especial para a criança. Que tal tentar hoje?

1. Jogos curtinhos:

Na casa da Patricia Camargo após o jantar é a hora dos jogos em família. Neste momento, surgem os jogos que acabam rapidinho, do tipo “Pula-Pirata”, “Pula-pula batatinha”, dominó, “Pega-Vareta”, “Super Trunfo”, entre outros. Em 10 minutos você jogou uma partida pelo menos. E é possível ter o momento especial individual ou com mais crianças, se este for seu único momento do dia.

Atividade de 10 minutinhos pega vareta

2. Jogos verbais:

Aqui em casa usamos a hora do jantar para fazer jogos verbais. O preferido da Carol é quando a gente resolve brincar de fazer perguntas sobre um tema, como filmes da Disney ou algum programa de TV que ela goste. O desafio é ver quem sabe mais sobre o tema. Por exemplo, o pai assume o papel de fazer as perguntas. Eu e a Carol ficamos com a mão no ar. O pai pergunta “quais são os nomes dos 3 gatinhos de Aristogatas”. Quem souber a resposta bate na mesa. O primeiro a responder certo ganha o ponto.

3. Cantar:

Você já viu a gente cantando uma música diferente aqui no blog? Então. Uma música normalmente dura 3 minutos. Músicas que as crianças aprendem na escola duram 30 segundos. Ou seja, em 10 minutos vocês podem cantar vááárias juntos. Se você não conhece, peça para seu filho ensinar! Inventem gestos para músicas conhecidas. Também vale pegar um microfone “fake” e fazer um dueto.

4. Bater papo:

Tem coisa mais simples que isso? Mas não vale sentar na frente da criança e dizer: “e aí? tudo bem?” ou “como foi seu dia?”. Aqui também não é bem o momento de saber sobre a escola, o novo namorado ou se fez a lição de casa. É bate-papo.

Que tal querer saber a última do personagem preferido? Ou se atualizar sobre o grupo musical do momento? E aquele filme que seu filho assiste 20 vezes, que tal inventar um “e se…”: “e se o Macqueen tivesse parado para trocar os pneus, você acha que ele ganharia a corrida?”; “e se a Peppa tivesse quebrado o dinossauro do George?”; “e se a Elsa não tivesse fugido, será que a Anna casaria com o Hans?”.

5. Ler uma história/contar uma história:

Livros são mágicos até com a quantidade de tempo disponível. Se ele é longo, pode ser dividido em capítulos. Há também os quadrinhos, bem curtinhos. Uma tirinha não leva mais que 2 minutos para ser lida. Então, aproveite estes 10 minutinhos para ler com seu filho.

Lendo com a vovó 10 minutos

Ou conte uma história para ele. Não precisa ser nada elaborado, uma história simples. Se for da sua vida, sua infância será melhor ainda. Depois, deixe seu filho contar uma história (e preste genuinamente atenção nela).

Você também pode usar livros sem letras para ajudar seu filho com a narrativa. Algumas sugestões: O Lenço; Quando a família sai de férias; Cadê o monstro?; Viva a diferença. Mas há muitos outros.

Já eu e meu marido temos o hábito de inventar histórias. Cada um de nós tem um personagem principal (o meu é o Flicts, um morceguinho do bem que morava no armário de biscoitos do Henrique) e vai inventando histórias a partir daí. Digamos que eu já cheguei no 22o episódio da terceira temporada! Mas isso é assunto para outro post.

6. Ir ao mercadinho da esquina, ou ao playground,

Nesse caso, o caminho é melhor que a chegada: funciona assim. Você precisa pegar a pizza que chegou. Leve seu filho junto e na volta deixe que ele explore o caminho. Pare para olhar o céu, a folha, as placas dos carros na garagem, façam caretas no elevador, sintam o cheirinho da pizza e peça para ele descobrir o sabor. Se tiver mais tempo, repita a experiência caminhando no quarteirão, ou indo ao mercadinho da esquina, ou à padaria. 10 minutinhos olhando juntos as gostosuras do balcão da padaria…hummm.

7. Ajudar nas coisas da casa:

Antes de tudo, a ideia aqui não é fazer seu filho limpar a casa ou dar conta de outras atividades domésticas sozinho. É aproveitar os 2 minutos que você leva para arrumar a cama e criar 10 minutinhos de tempo junto e divertido com seu filho. Chame-o para arrumar a cama juntos. Mas faça cócegas, um pouquinho de guerra de travesseiros e é isso. Simples assim. Que tal ajudar numa parte do cozinhar. Temperar a carne antes de ir para o fogo, por exemplo, é uma atividade que você pode ensinar tranquilamente a seu filho de 2 anos.  A Patcamargo faz gelatina (que leva 10 minutos) com os filhos. O único cuidado é na hora de colocar a água quente, por isso é uma boa atividade para fazer com um filho de cada vez.

Cozinhando 10 minutos

8. Desenhar / pintar desenhos prontos:

Outra coisa bem simples de fazer. Nada de desenhos perfeitos, ou de pinturas corretíssimas. A proposta aqui é sentar 10 minutinhos e desenhar com a criança. Olha, o tempo junto será tão legal que eu aposto que seu filho nem vai notar se você não for um Renoir ou um Alfredo Volpi.

Pintando desenho 10 minutos

9. Desenhar/escrever no vapor do banheiro:

Quem nunca aproveitou o vapor que fica após o banho para desenhar no espelho ou no vidro do box. Ou então ficou baforando no vidro da janela num dia frio para depois rabiscar com o dedo? Aproveite, então, para fazer deste momento algo especial com seu filho.  Afinal, são só 10 minutinhos. :)

Desenho no vapor 10 minutos

10. Não pise na linha:

Até a caminhada pode virar uma brincadeira. “Só pode pisar no preto! Agora só no branco!”. A preferida da Carol é o “não pise na linha”. Eu faço, por exemplo, os 15 minutos de caminhada da escola até em casa brincando disso. Para incrementar criamos regras só nossas, como uma quantidade de vidas e uma prenda a ser paga por quem pisa na linha.

9 Comentários

Deixe sua opinião
  1. 5
    Lilian

    Adorei as dicas, algumas coisas já fazia outras me inspiraram! E precisa só um pouquinho de dedicação para criar lembranças inesquecíveis!! Abração!! Ótimo trabalho do Tempo Junto!! @maetambem

  2. 7
    Como passar mais tempo com os filhos | Blog Saúde Infantil

    […] Se você é mãe ou pai, muito provavelmente inclui entre os seus desejos a vontade de passar mais tempo com os filhos. A verdade é que a vida é corrida e o tempo que temos nunca parece o suficiente. O resultado são pais e mães se sentido eternamente culpados por não darem conta de tudo. Não a toa, o post mais lido do blog Tempojunto até hoje é justamente um que apresenta 10 brincadeiras para fazer com os filhos quando você tem apenas 10 minutinhos. […]

+ Deixe seu comentário