Maneiras divertidas de ensinar as cores


Outro dia escrevi aqui sobre um livro super legal que comprei para pesquisar brincadeiras chamado “150 jogos para a estimulação infantil”. Lá eu li uma coisa muito interessante: “qualquer ocasião é boa para que a criança aprenda a distinguir e a identificar as cores. Podemos brincar em casa, na rua, no campo ou em muitos outros lugares”. Ou seja, as cores são um ótimo tema para as brincadeiras. Acabei pesquisando sobre o assunto e passei a praticar com a Gabi. Hoje quero compartilhar o que já aprendi com você e por isso o tema do post é  um jeito divertido de ensinar as cores para o seu bebê.

Você já reparou com as crianças adoram as cores? No entanto, se você parar para pensar, a cor é um conceito abstrato. Para que a criança conseguir distingui-las corretamente, é preciso o acúmulo de várias experiências até que, por volta dos 2 anos, quando o cérebro está pronto para isso, as crianças conseguem identificar e nomear as cores.

Como a Gabi está com 1 ano e meio, já introduzi em sua rotina algumas brincadeiras que me ajudam a falar sobre as cores. Primeiro comecei com as cores primárias: azul, vermelho e amarelo. Tudo que tinha estas cores eu falava “Olha a bola da cor amarela!”. “Que linda esta bola da cor vermelha”. Sempre usando a palavra cor para ajudar na compreensão.

Depois comecei a pensar em atividades que envolvessem as cores na brincadeira. O primeiro passo foi pegar objetos iguais, de cores diferentes e trabalhar com eles. Hoje eu tenho alguns palitos de picolé coloridos e copos plásticos que são ótimos para isso. Mas poderia usar qualquer outra coisa como giz de cera,  bexigas, etc. O importante é ajudar a fazer a criança perceber que a única coisa que diferencia os objetos é a cor.

Maneiras divertidas de ensinar as cores - copos coloridos

Com os copos eu brinco, por exemplo, de empilhar e encaixar. Também canto “Escravos de Jó” e mexo os copos de um lado para o outro. Sempre falando o nome das cores durante a brincadeira. “Que legal, a Gabi pegou o copo da cor azul!”.  Já com os palitos eu fiz outras coisas como a brincadeira com o rolo de papel higiênico e contact. Também brinco de colocar os palitos nos copos de cores correspondentes.

Evoluindo mais um pouquinho, a brincadeira muda. Em casa tenho mais de um jogo de encaixar peças. Cada forma geométrica vem numa cor diferente e aí dá para brincar de cores usando essas formas também.

Maneiras divertidas de ensinar as cores - Gabi brincando com jogo de encaixar

Por exemplo, nas fotos abaixo você vai notar que foram pintadas várias formas geométricas diferentes, sempre da mesma cor, em folhas de papel A4. A brincadeira consistia em pegar as formas coloridas e os palitos de picolé e levar para a folha certa.

Antes que você me pergunte, não, com 1 ano e meio a Gabi não faz isso sozinha. Mas ela gosta de achar as peças, gosta de procurar as cores e no meio do caminho vai encontrando e apontando objetos com as mesmas cores.

Maneiras divertidas de ensinar as cores - palitos coloridos

Maneiras divertidas de ensinar as cores - formas e cores iguais

Depois de um tempo, deixamos de lado o uso de objetos iguais de cores diferentes e adotamos para as atividades o uso de objetos diferentes de cores iguais. A Gabi participou ativamente do processo de busca de objetos e acabamos conseguindo separar uma boa parte dos brinquedos dela por cor. O tempo todo nós falávamos para a Gabi  “O que mais que tem aqui é azul?”. Muitas vezes ela conseguia escolher justamente o objeto azul de um grupo de objetos coloridos. O resultado de uma manhã de atividade foi que os brinquedos terminaram assim:

Maneiras divertidas de ensinar as cores - cores agrupadas

Maneiras divertidas de ensinar as cores - formas e cores

A Gabi vai virar uma geniazinha especialista em cores? Claro que não! A ideia principal não é fazer ela aprender a nomear cores precocemente, mas sim estimulá-la para distinguir cores, ao mesmo tempo em que explora o ambiente e enriquece o seu vocabulário.

Maneiras divertidas de ensinar as cores - Gabi e as cores

A seguir eu compartilho um trecho de um texto da Pais e Filhos que veio com outras dicas bem legais para ensinar as cores aos pequenos:

  1. Use a palavra cor juntamente com um objeto. Por exemplo, se estiver a dizer maçã, diga: esta é uma maçã e tem a cor verde.
  2. Não teste a criança antes de lhe ensinar. Antes de lhe ensinar o conceito das cores com paciência, não questione a criança sobre o assunto, isto atrasará a aprendizagem.
  3. Quando ensinar as cores lembre-se que a linguagem verbal nem sempre é a ideal, pois a criança irá começar por ser capaz de apontar uma cor antes de a verbalizar.
  4. No início do processo, peça à criança para juntar os objetos de uma determinada cor; se a criança não conseguir, mostre-lhe alguns desses objetos para que ela compreenda a ideia.
  5. Mantenha-se pelas cores básicas: vermelho, azul, branco, preto, amarelo; mais tarde vá juntando outras cores.
  6. A cada semana junte uma cor nova, mas trabalhe uma cor por semana, por exemplo: faça a semana da cor verde, a semana da cor vermelha… Quanto mais repetir a cor, mais facilmente a criança será capaz de assimilar o conceito.
  7. Quanto mais formatos de cor (texturas, formatos…) mostrar à criança, mais o cérebro dela se desenvolverá e mais fácil será recordar-se posteriormente.
Se você tem um bebê em casa, principalmente se for o primeiro filho, provavelmente se preocupa em como montar uma área de brincar para ele. A gente preparou um ebook especial com dicas de como montar uma área de brincar com dicas de quais brinquedos ter e porquê, como usar o berço como espaço de brincar e como colocar os brinquedos à disposição das crianças para manter o interesse sem fazer da casa um caos.Clique aqui para  receber o seu. É grátis!
Ebook area de brincar_1

 

Ah!! E se você gostou dessa dica e não quer perder nenhuma novidade do Tempojunto, faça parte do nosso grupo da newsletter. É gratuito e você recebe nossas atualizações semanalmente em seu e-mail.

12 Comments

Comente
  1. 1
    Cabeça de Frade

    Patricia, obrigada por compartilhar as vivências com sua pequena. Estão me ajudando muito! Abraço, Daniela

  2. 5
    sonia

    Estou trabalhando com crianças de 3/º ano que ainda não conhecem cores primárias. as dicas de como ensinar servem para todas as idades.

  3. 7
    Isis Veras

    Estava buscando atividades para desenvolver com meu filho, Alejandro, que irá completar 18 meses agora em agosto. Para mim, é um pouco complicado pois tudo ele leva pra boca, chego a sentir frustração na maioria das vezes… Ele come o papel em que estávamos desenhando, come o gis de cera, ou qualquer brinquedo que use para estimular-lo. Não sei até que ponto é normal. Confesso que acabo fazendo comparações com outras crianças da mesma idade pois as vejo brincando e aproveitando os jogos sem comer nenhum deles. Por isso estava pesquisando sobre atividades para meu bebê. Acabei encontrando a página e, consequentemente, fui logo buscar vocês lá no Facebook. Desde já agradeço por todo amor que têm por ensinar e, ainda, por compartir com a gente. Vi dicas super bacanas que irei por em prática ainda estes dias!

    • 8
      Patrícia Marinho

      Oi Isis,

      Mil desculpa pela demora em responder. O período de férias das crianças é sempre complicado para mim.

      Antes de mais nada, sim levar as coisas à boca é absolutamente normal. Chama-se fase oral e a criança leva para a boca porque é um jeito dela “entender” o objeto. Ela usa boca praticamente como usamos as mãos para conhecer um objeto que temos nas mãos. Aos poucos essa fase passa. Mesmo assim, você pode ajudar falando coisas como “isso não é papá, na boca não”, sem estressar. Apenas para começar a ensinar para a criança que o que vai na boca, mesmo, são os alimentos e não os outros objetos como papel e giz de cera.

      Vale conversar com o pediatra também, caso você perceba que a fase oral está exagerada. Mas olha, cada criança é uma criança, cada uma tem seu ritmo. Portanto, não se perca muito com a comparação com os demais, ok?
      beijos (e desculpe a demora mais uma vez)

      Patrícia

    • 10
      Patrícia Marinho

      Oi Catarina,
      Mil desculpas pela demora. Eu acabei deixando alguns comentários para trás, sem querer, e o seu ficou entre esses atrasos. Espero que você ainda tenha interesse em receber as informações por email. Eu acabei de cadastrar o seu nome na nossa lista de emails. A partir de agora você receberá todas as nossas novidades, ok? Espero que goste!
      Beijos,
      Patrícia

+ Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.