Caça ao tesouro sensorial: uma brincadeira para combater o tédio em casa


Eu falei que a ideia deste post é para fazer dentro de casa, mas na verdade ela é tão boa que pode ser feita em quarto de hotel, no consultório médico ou em qualquer outro ambiente que a criança esteja entediada e precise de estímulo para ajudar o a encontrar o que fazer. Esta caça ao tesouro sensorial é garantia de diversão. Eu, por exemplo, fiz com a meninas no hotel, num momento em que estava chovendo e a gente não tinha nada para fazer do lado de fora.

Olhe a sua volta e veja como usar o ambiente para brincar

Quanto mais eu brinco com minhas filhas, mais percebo que as ideias de brincar são resultado de observação. De um lado você precisa perceber o que o ambiente oferece e, de outro, observar o seu filho e entender pelo que ele se interessa. Quer um exemplo?

Vamos supor que seus filhos estejam que nem a Gabi na foto abaixo. Mega cara de tédio, não é?

Caça ao tesouro sensorial uma brincadeira para combater o tédio em casa - gabi com cara de tedio

Aí eu falei uma frase mágica: “Gabi, vamos fazer uma caça ao tesouro?”

Caça ao tesouro sensorial uma brincadeira para combater o tédio em casa - gabi com cara de curiosa

Para a brincadeira de hoje, você não vai precisar de nenhum material especial, apenas o que já existe no ambiente. Primeiro eu fiz uma lista mental dos objetos do quarto e vi que havia coisas das mais diferentes texturas. Portanto, a primeira parte da Caça ao Tesouro Sensorial foi procurar itens que tivessem as seguintes características:
. mole
. liso
. duro
. áspero
. macio

Para minha alegria, a Gabi não teve nenhuma dificuldade de entender essas características e encontrar objetos que se encaixassem. Olha a bola de tênis como exemplo de algo macio:

Caça ao tesouro sensorial uma brincadeira para combater o tédio em casa - gabi com a bolinha

Viram a Carol lá no fundo da foto da Gabi. Ela está no celular. Daqui a pouco ela aparece nessa história aqui.

Depois da caça às texturas, foi a vez de fazer uma caça às cores!

Olha Gabi pegando algo roxo!

Caça ao tesouro sensorial uma brincadeira para combater o tédio em casa - gabi com o livrinho

A esta altura a Gabi já tinha encontrado várias coisas, sempre seguindo as minhas instruções.

Caça ao tesouro sensorial uma brincadeira para combater o tédio em casa - achados da gabi

Nisso, a a movimentação no quarto foi tamanha que a Carol se interessou. Mas para a brincadeira ficar interessante para ela, inclui um elemento a mais: o tempo! Ela teria um minuto para fazer a caça às texturas!

Caça ao tesouro sensorial uma brincadeira para combater o tédio em casa - cronometro

Bem, nem preciso dizer que foi a maior correria no quarto, né?

Caça ao tesouro sensorial uma brincadeira para combater o tédio em casa - carol pulando

Depois de 46 segundos, a Carol cumpriu a sua missão!

Caça ao tesouro sensorial uma brincadeira para combater o tédio em casa - achados da carol

A gente se divertiu tanto que eu entrei na onda e fizemos uma competição entre nós duas para ver que coletava mais coisas mais rápido. Eu bem que me esforcei, mas a Carol ganhou!

Era apenas uma hora de tédio e virou uma Caça ao Tesouro em família.

Se você gostou deste post e não quer perder nossas próximas sugestões, cadastre-se na nossa lista para receber a nossa newsletter semanal por email. É grátis.

+ Não existem comentários

Deixe sua opinião