Atividades para bebês de 0 a 6 meses – #2


Está começando a ler agora? Então veja a introdução e o Post 1 para poder entender tudo. As minhas primeiras dicas de atividades para estimular a visão foram no quarto da Gabi, não é mesmo? Outra habilidade super importante para desenvolver é uso do braço e da mão. Vamos falar sobre isso hoje.

Uma das primeiras coisas que a gente precisa aprender quando vira mãe é entender que cada criança tem seu ritmo. Tem umas que falam rápido e demoram a andar, outras que demoram a falar, porém são adiantadas do ponto de vista de coordenação motora, e por aí vai. Não é para comparar e nem para se vangloriar caso seu bebê seja mais “espertinho”. De qualquer maneira, existe uma expectativa de que o desenvolvimento aconteça dentro de um determinado tempo.

De acordo com o “Quadro do Desenvolvimento da Criança” da Abbott Nutrition que tenho em casa, quando é recém nascido, o bebê vive com a mão fechada em forma de punho a maior parte do tempo. Completado um mês, ele já começa a apertar qualquer objeto que seja colocado na sua mão. A partir do segundo mês ele já fica com as mãos abertas e abre os braços quando vê um objeto até que no terceiro mês ele já segura um objeto com ambas as mãos. Quando o assunto é esse uso do braço e da mão, o que podemos fazer é criar atividades que estimulem este desenvolvimento, respeitando o que é esperado para cada fase.

Atividades para bebês de 0 a 6 meses – #2 - berço Atividades para bebês de 0 a 6 meses – #2 brinquedos no berço Atividades para bebês de 0 a 6 meses – #2 mobile

As fotos acima mostram como podemos fazer do berço um lugar com diferentes estímulos para a criança tentar agarrar seus brinquedos. Lembre-se, ela ainda não se senta sozinha e por isso precisamos fazer os objetos chegarem perto dela. No caso do berço podemos pendurar os brinquedos que costumamos comprar para ter no carrinho no móbile. Outra ideia foi adaptar uma das hastes do tapete de brincadeira e coloca-la atravessada no berço, com brinquedos pendurados para poder ter sempre algo novo por perto.

A Gabriela agora já pensa que é grande e quase não quer ficar deitada. Então buscamos coloca-la sentada com ajuda (o controle do tronco é assunto para outro post) e perto dos brinquedos para que ela possa se esticar para pegar. Todos os dias vamos variando os brinquedos para ela não enjoar de ver sempre a mesma coisa. Só o travesseiro de Anjinho, presente da minha amiga Isabela, e a boneca Maria, presente da amiga Renata, ficam lá sempre. Já estão na lista dos preferidos que ganham bom dia todos os dias quando a Gabi acorda. Mas essa história de fazer o bebê conversar com os “amigos do berço” também já é assunto para outro post!

E você? O que faz para deixar o quarto do bebê um ambiente estimulante para desenvolver o uso do braço e da mão? Conte para mim!

Gostou das nossas dicas? Aqui no Tempojunto, temos dicas de brincadeiras todos os dias e para todas as idades. Se você quiser, para não perder nossas novidades, inscreva-se na nossa newsletter e toda semana você receberá nosso e-mail cheio de dicas.

4 Comments

Comente
  1. 3
    Ester

    Olá!
    Amo esse site e compartilho com minhas amigas sempre que possível.
    Tenho um bebê de 2 meses e agora ele está começando a gostar de musiquinhas que sempre ligo, deixo ele semi-sentado com apoio e vou mexendo as perninhas e bracinhos dele! Já fiquei meia hora nisso!
    Obrigada pelas dicas.
    Bjs

    • 4
      Patrícia Marinho

      Eu que agradeço por você estar aqui com a gente, Ester! Parabéns por já estimular o seu filho desde cedo!

+ Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.