Brincadeira sensorial com arroz para bebês


Caso você esteja chegando agora no blog, preciso contar uma coisa. Eu a-d-o-r-o as brincadeiras sensoriais. Tanto que tenho um board no Pinterest só para isso. Desde que tive contato com a filosofia Montessori, que defende o fato de que a criança descobre o mundo a partir dos sentidos, eu pesquisei sobre as atividades que podem ser feitas nesta linha a trabalhei este tipo de descoberta com a Gabi desde que ela nasceu (as melhores brincadeiras sensoriais que fiz com ela no seu primeiro ano de vida estão neste post aqui). Pois bem, às vezes fico um tempo sem falar do assunto, porque afinal tenho outras atividades para fazer com a Gabi, mas esta semana resolvi dedicar os posts de terça e quinta à brincadeira sensorial. Hoje vai ser sobre uma atividade com arroz e na quinta, sobre bolas de algodão e água.

Para começar, você vai precisar de um quilo de arroz, bichinhos pequenos e utensílios como panelinhas e colheres. Vai ser preciso também um recipiente para despejar o arroz. Pode ser uma caixa organizadora de plástico ou uma de papelão.

Brincadeira sensorial com arroz para bebês - materialVocê despeja o arroz na caixa, coloca os brinquedos e os utensílios dentro, como se fosse uma caixa de areia e chama a criança para brincar.

Brincadeira sensorial com arroz para bebês - começando a mexer na caixa

É uma delícia observar as descobertas! Tem o momento de simplesmente tocar no arroz.

Brincadeira sensorial com arroz para bebês - manuseando o arroz com o dedinho

Tem a hora em que o desafio é tentar transportar o arroz de um recipiente para o outro.

Brincadeira sensorial com arroz para bebês - enchendo a colher de arrozLógico que parte da atividade é jogar o arroz para o lado de fora. E tudo bem! Apenas recomendo fazer numa superfície fácil de varrer depois, como o chão da cozinha.

Brincadeira sensorial com arroz para bebês - jogando o arroz pra foraA bagunça estava tão divertida que atraiu a irmã também!

Brincadeira sensorial com arroz para bebês - carol e gabi brincando juntas

Olha só como ficou o chão depois rsrsrsrs!

Brincadeira sensorial com arroz para bebês - chão depois da brincadeira

Você pensa que acabou? Nããão! Quando eu estava varrendo tudo, acabou formando um monte de arroz no chão e a Gabi ficou toda interessada. Resultado, voltou para a área de brincadeira e começou a mexer em tudo de novo! Aproveitei para coloca-la descalça para ela poder experimentar o arroz com o pé.

Brincadeira sensorial com arroz para bebês - arroz no pé

Dessa última parte ela não gostou muito não.. rs

Se você for repetir em casa, cuidado na hora da criança levantar porque uma superfície cheia de grãos de arroz fica bem escorregadia.

Para terminar, dá uma olhada no video para ver como funcionou atividade na prática :)

Se você gostou deste post e quer receber as novidades do Tempojunto por email, cadastre-se aqui!

4 Comments

Comente
  1. 1
    Joana

    Meu filho tem 08 meses e leio seu blog desde que ele nasceu! Adoro as brincadeiras, mas tem várias que seriam impossíveis de fazer porque ele coloca tudo na boca, arroz, papel, tudo. Quando a sua filhota começou a melhorar isso? Obrigada!

    • 2
      Patrícia Marinho

      Oi Joana,

      No primeiro ano, é isso mesmo. Ele leva tudo a boca porque faz parte do seu processo de aprendizagem. O ideal, nesta fase, é trabalhar com coisas que, se forem a boca para serem experimentadas, não tenha problema. Arroz por exemplo. Tinta comestível é outro exemplo. Depois que você começa a perceber que o bebê já começa a reagir a comandos verbais, especialmente quando consegue reconhecer o não (o momento exato vai variar de criança para criança), você começa a explicar o que pode e o que não pode ser levado para a boca. As vezes a criança vai levar à boca alguma coisa, mesmo com você dizendo não, para desafiar. Você insiste (com gentileza) e aos poucos ela deixa de levar. Assim você estimula um movimento natural de ir parando de levar a boca uma coisa sem necessidade. Digo natural porque a necessidade de levar à boca que a criança tem vai diminuindo com o passar do tempo. A Gabi melhorou bastante a partir de um ano. bis

  2. 3
    Danielle

    Parabéns pelo blog! Estou encantada!!! Aprendendo, aqui, muitas coisas interessantes, criativas e educativa!! Minha filha está com 1a7m e tem muita sensibilidade tátil, é difícil brincar com diferentes texturas, e aqui encontrei algumas ideias que acredito que ajudarão bastante!!! Sucesso para você! Esse é um lindo trabalho

    • 4
      Patrícia Marinho

      Ah que comentário mais gostoso! Obrigada pelos elogios e pelo apoio. Estaremos sempre com novidades por aqui. Volte sempre, Danielle (já viu que dá para assinar a nossa newsletter?).
      bjs, Patricia

+ Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.