Brincar de criar padronagens a partir do que vemos à nossa volta


By patcamargo

Semana passada a Patricia Marinho falou sobre uma técnica de desenho chamada Zentangle, que se baseia em padronagens, e que ela aproveitou na casa dela para uma brincadeira com a Carol, a filha dela de 10 anos. Quando eu li, lembrei de outra atividade que fiz com meu filho, o Pocoyo, quando ele estava com 5 anos: brincar de criar padronagens a partir da paisagem – urbana ou da natureza – que está em nosso redor.

A metodologia desta brincadeira de arte é bem simples, segue alguns princípios do Zentangle, e você vai poder repetir bem facilmente em sua casa. Esta foi mais uma brincadeira que aprendi numa atividade em família na escola em que ele estuda e que virou brincadeira por aqui. Para criar este tipo de arte, com padronagens, você irá precisar de uma folha sulfite ou papel cartão recortado como se fosse a moldura de um quadro. E além disso, uma caneta hidrográfica da cor que preferir e quatro quadrados de papel, como os usados no zentangle.

A primeira coisa é chamar seu filho, entregar-lhe a moldura e pedir a ele que “enquadre” algo que ele vê e que tenha traços significativos e bem aparentes. Pode ser os veios da madeira de uma mesa ou do chão, uma parte de tecido estampado. Se você estiver ao ar livre, melhor ainda. Vocês podem encontrar inúmeros traços que podem ser a base do desenho de vocês. No nosso caso, foi o desenho que havia no tampo da mesa onde estávamos sentados.

Desenhar natureza - papel cortado

A criação do padrão

O passo seguinte, é pedir a seu filho que copie os traços que ele vê dentro da moldura em um dos quadrados de pepel. Olha qui Pocoyo concentrado, reproduzindo os detalhes da mesa.

Desenhar natureza - henrique desenhando.2

Depois dos traços, chega a vez de colorir algumas partes do desenho. É bom lembrar que a proposta aqui é criar e reproduzir uma padronagem. Então, faz pouca diferença se o desenho no quadradinho não seja uma exata réplica do que está na moldura. Olha como foi ficando a nossa.

Desenhar natureza - henrique desenhando

Pronto o padrão, chegou a vez de reproduzir. Aí eu entrei em campo para tentar copiar nos demais quadradinhos o desenho original que o Pocoyo havia feito. Na verdade trabalhamos juntos e ele me ajudou no desenho. Nesta etapa sim, os quadradinhos precisam ser idênticos. Vejam como ficaram fofos da nossa superprodução.

Desenhar natureza - desenho pronto

E você pensa que acabou por aí? Nananinha. A última etapa da atividade era formar uma obra de arte, a partir da junção de todos os quadradinhos. Na escola do Pocoyo, eles fizeram os desenhos direto em quadrados de ímãns e montaram a composição em uma parede com tinta especial imantada. Agora, em casa a logístca é bem mais simples e você monta sua obra de arte na mesa, no chão, em uma pilastra.

Desenhar natureza - desenho exposto

Não fica uma graça? E além da concentração e da capacidade de reproduzir o que vê, você ainda mostra a seus filhos uma técnica de produção de arte contemporânea!

Espero que estas dicas de brincadeiras ajudem no seu dia a dia com seus filhos. E se você gostou e não quer perder nenhuma novidade, faça parte do nosso grupo da newsletter. É gratuito e você recebe nossas atualizações semanalmente em seu e-mail.

+ Seja o primeiro a comentar

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.