Uma gincana de estímulos motores para as crianças


Eu gosto de brincadeiras agitadas. Correr, pular, gincana de estímulos é comigo mesmo. Talvez para compensar o tanto que eu fiquei parada na frente da TV quando era pequena/ “Uma pata choca”, meu pai dizia. Mas isso é assunto para outro post.

Fato é: ver as crianças em movimento sempre é muito divertido para mim e como tenho três filhos, brincadeiras com formato de gincana de estímulos são ótimos porque todos eles participam juntos. E gincana não precisa ser competição, não! Ao contrário, neste post de gincana de desenvolvimento para crianças de 3 a 5 anos, por exemplo, a atividade é um desafio a si mesmo, e não com o outro.

Já nesta outra gincana, com 30 ideias de brincadeiras, várias são para que as crianças resolvam juntas o problema apresentado (como ficar em pé num pneu) para continuar à etapa seguinte.

Desta vez, eu bolei uma gincana de atividades com bola para as crianças. Olha, foi uma delícia! E você pode brincar se tem um filho só em casa ou se são irmãos, amigos, primos brincando juntos.

Uma bola e nada mais

Eu comecei com um simples bater de bola. Que de simples não tem nada, porque requer coordenação motora, coordenação de olho-mão (que inclui raciocinar sobre a distância da bola até chegar na mão), cálculo de força e velocidade para bater a bola.

Meu filho mais velho bate com um mão só a bola. Já a mais nova ainda precisa das duas mãos para fazer mais coordenadamente. Não tem problema! Cada um na sua!

Depois, passamos a brincar na escada. Cada quicada da bola acontecia em um degrau. E íamos subindo os degraus juntos.

A próxima etapa foi bater a bola com um pé só. A Cucuruca, minha filha do meio amou esta. Mais coordenação e equilíbrio!

Por fim, a última etapa da gincana seria jogar a bola para mim, que estava no topo da escada. O Pocoyo ficava na parte de baixo da escada. E trabalhamos força, velocidade, inclinação e pontaria.

Eles mesmos criam

Quando eu disse que tínhamos acabado a gincana, meu filho veio com um novo desafio: bater a bola e trocar de mão com a garrafa de água. Eu pensei: “Uou! Será que vai dar?” E ele e as meninas fizeram super bem! Eu, nem tanto rsrsrsrsr.

Eu amei a iniciativa deles!

E se você não quer perder nenhuma atividade destas, inscreva-se na nossa Newsletter e você receberá semanalmente nossas novidades!

+ Seja o primeiro a comentar

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.