Perseverança aprendida no Desenho à Quatro Mãos


Minha filha mais nova, de seis anos, A-M-A desenhar. Ela tem folhas e folhas na gaveta da escrivaninha repleta de desenhos. Além de cadernos e praticamente tudo o que cai na mão dela. Por isso é uma delícia oferecer a ela formas diferentes de desenhar, como este Desenho à Quatro Mãos.

Além de aproveitar papel, papelão, a própria pele como tela, a Potcho experimenta materiais e sempre busca mais a imaginação que o padrão estabelecido das coisas. Não se espante se ver um céu arroxeado ou o mar vermelho. O sol pode ser verde e pode existir um pássaro maior que uma estrela. E eles são feitos em giz, cera, lápis, tinta ou – o preferido – canetinha hidrocor.

Então um dia, ela me chamou para ver o que estava fazendo. Quando cheguei, ela estava usando várias canetinhas de uma vez, desenhando com tudo junto. Desenhos abstratos mesmo. Minha filha tem um senso artístico muito legal e ela não se limita a fazer casinhas, árvores ou rostos. E o abstrato dela, é pensado, nada aleatório ou sem sentido.

Eu sempre digo a ela como ela desenha e pinta bem, diferente do que todo mundo faz. E eu conto também que eu não sou muito boa para desenhar, o que é verdade. E quando criança, eu sempre coloria conforme o padrão: céu azul, terra marrom e plantas verdes.

Quando seu filho conduz a brincadeira

Neste dia, ela disse: “mamãe, deixa que eu te ensino a desenhar”. Mas ao contrário do que eu esperava, que ela pedisse para eu colocar a mão sobre a dela e acompanhar os movimentos, ela me deu as canetas para segurar.

Então, minha filha de 6 anos, começou a conduzir minha mão pelo papel, me mostrando como os traços poderiam sair bem feitos e livres.

Primeiro fizemos linhas onduladas.

Depois pequenos pontinhos, simétricos e assimétricos.

E assim, fizemos nosso primeiro Desenho à Quatro Mãos! Não ficou fofo? Nossa próxima tentativa será com uma canetinha só de cada vez e ela vai conduzir minha mão para fazer um desenho. Quando ficar pronto, eu atualizo aqui.

Se seus filhos forem um pouco mais velhos, vale à pena fazer como a Patricia Marinho e a Carol, que também passam um bom tempo desenhando juntas: aprender a desenhar formas, com instruções de desenhistas. Elas fizeram, por exemplo, este pássaro. Legal, né? O passo a passo está no post, que você acessa aqui.

Não sei se você já sabe, mas aqui tem brincadeira nova diariamente. Para você não perder nada, faça parte da nossa lista da Newsletter e receba um e-mail semanal com tudo que postamos no Tempojunto.

+ Seja o primeiro a comentar

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.