Como brincar com seu filho pequeno e o recém-nascido juntos


Ter um filho pequeno quando nasce o irmãozinho pode ser um desafio. Eu (aqui é a Patcamargo) conheço bem esta rotina. Quando minha filha do meio chegou, meu mais velho tinha 2 anos. E quando a terceira chegou, o mais velho tinha 3 anos, a do meio 11 meses. Mas eu descobri que brincar com seu filho pequeno e o recém-nascido ao mesmo tempo é possível.

E não tem tanto segredo assim. O que a gente precisa, às vezes, é entender que coisas simples já são incríveis brincadeiras tanto para um, quanto para outro. Os bebês já nascem “cientistas”. Com uma vontade de descobrir o mundo e cheios de energia para absorver qualquer detalhe e experiência à sua volta.

Já a criança pequena, entre 18 meses e 36 meses está ganhando autonomia, querendo explorar seus limites. Parecem fases do desenvolvimento incompatíveis, mas não.

Flagra do dia a dia

Esta foto acima é um exemplo disso. Ela foi um flagra do cotidiano da mamãe Danusa, com suas filhas Júlia (quase 3 anos) e Luíza (1 mês, na época). Eu fui lá para fotografar a Júlia para o Tempojunto e conhece a Luíza.

Pois bem, claro que apesar de estar sendo fotografada, a Júlia sentia que a Luíza chamava a atenção. Principalmente da mãe. E em determinado momento queria fazer alguma brincadeira com ela. E aí, brincar com seu filho pequeno e o recém-nascido no colo. Vai dar certo?

Foi quando a Danusa pegou o livro de desenho da Júlia para brincar.

Com a recém-nascida no colo, sentadinhas, a Danusa começou a bricar, primeiro de pintar, com a filha mais velha. O detalhe que não dá para perceber na foto é que a mamãe ficava o tempo todo conversando com sua primogênita. Dando atenção, genuinamente interessada nos desenhos da filha. Só isso. Simples, mas fundamental.

Atenção ao recém-nascido

Em alguns momentos, Danusa volta-se para a recém-nascida, que está bem próxima. Olha sorri, faz uma careta. E conversa com a bebê, mostrando os desenhos da irmã.

Só isto já é suficiente para o recém-nascido ter um momento de brincar também. De descobrir a mãe, a voz, de ver a irmã. Tudo isso é brincadeira para o bebezinho.

Em determinado momento, o livro virou uma “tela” para colar adesivos e a brincadeira mudou para outra, mantendo a atenção das duas.

Desta forma, um flagra sem combinar, virou um registro bacana para você, que também tem dois filhos (ou mais!) pequenos em casa. A brincadeira durou quase 20 minutos, o que para os pequenos é bastante. Brincar com seu filho pequeno e o recém-nascido juntos é possível sim.

Quinzenalmente, tem brincadeira para seu bebê aqui no Tempojunto. Acha que não vai lembrar? Então, inscreva-se gratuitamente na nossa Newsletter Tempojunto. Toda semana você recebe um alerta com nossas dicas, já separadas por faixa etária para ajudar no seu dia a dia com as crianças.

+ Seja o primeiro a comentar

Comente

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.