Brincar com o dicionário e criar o código secreto da família


Conforme as crianças vão ficando mais velhas e adquirem habilidades na leitura e escrita, fica muito divertido propor brincadeiras que usem jogos de palavras. Eu resolvi propor para meu filho Pocoyo, de 9 anos, brincar com o dicionário.

A ideia surgiu quando estávamos brincando de Palíndromos e usamos o dicionário para nos ajudar. Eu gostei e resolvi procurar mais referências.

Acabei encontrando uma dica legal no livro 501 Atividades para Crianças Longe da TV, que eu gosto muito.

Espiões e mensagens secretas

A primeira coisa que eu fiz foi escrever uma frase simples para meu filho. “Onde você quer passear no fim de semana?”

Então, fui até o dicionário e peguei todas as palavras que vinham imediatamente antes daquelas da frase que havia escrito.

A Frase ficou assim:

Deixei, então a frase e o dicionário no quarto dele, enquanto ele ainda estava na escola. Quando ele chegou, expliquei que estava brincando de agente secreto. E que ele precisaria decifrar a mensagem, usando penas lápis, papel e o objeto que estava ao lado da mensagem.

Do contrário, passaríamos o final de semana enfurnados em casa. Um incentivo assim ajuda meu filho a “entrar no espírito da brincadeira”.

E o deixei pensando. A primeira opção de raciocínio dele foi que eu havia usado o dicionário para encontrar sinônimos ou antônimos das palavras da frase.

Porém, logo nas primeiras tentativas de tradução com esta chave de código, ele viu que não era aquilo. Confesso que eu me surpreendi quando, 20 minutos depois, ele veio com a tradução das primeiras 3 palavras da mensagem.

Família envolvida

Com o código nas mãos, qualquer mensagem secreta fica fácil, né?

Em mais alguns minutos, ele entendeu qual era a chave do código e decifrou a frase. Amei o “tirocínio” dele. Dá um orgulho de ver o processo de raciocínio dos filhos, né?

Entretanto, com a chave na mão, resolvemos escrever para o meu marido tentar decifrar. E assim, acabou virando uma forma da gente se comunicar secretamente em família!

O mais legal desta brincadeira nem é descobrir a mensagem, mas entender como decifrar o código. Raciocínio, teste de possibilidades, elaboração de hipóteses e paciência. Tudo num brincar com o dicionário.

Claro que, além disso, meu filho ganhou mais habilidade e costume de ter um dicionário nas mãos e usá-lo de uma forma divertida. Logo este código virou o código da família.

Nos últimos tempos, cada vez que queremos escrever algo um para o outro, usamos o código que ninguém mais entende!

Espero que estas dicas de brincadeiras ajudem no seu dia a dia com seus filhos. E se você gostou e não quer perder nenhuma novidade, faça parte do nosso grupo da newsletter. É gratuito e você recebe nossas atualizações semanalmente em seu e-mail.

+ Seja o primeiro a comentar

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.