Diversidade de culturas na brincadeira de amarelinha africana


Sempre dizemos no Tempojunto como a brincadeira é parte da cultura de um povo e de um lugar. E mostrar brincadeiras diferentes para as crianças, vindas de outras culturas é uma forma de trabalhar a diversidade. A Amarelinha Africana ou Teca-Teca é um destes jogos super gostosos de brincar e que traz a cultura de outra região na linguagem das crianças.

Para brincar de Amarelinha Africana, você precisa desenhar no chão o traçado do jogo. Pode ser com giz, ou fita crepe. É preciso formar um quadrado, com 16 quadrados menores dentro. Assim:

As minhas filhas acabam aproveitando qualquer chão com quadrados que elas encontram. Nesta foto, por exemplo, estamos no hall do corredor de um prédio.

Amarelinha africana para coordenação

Um dos diferenciais dessa amarelinha é que duas crianças pulam ao mesmo tempo. Ou em grupos de dois em dois.

Cada participante começa a brincadeira de um lado do gráfico, com cada pé em um quadrado. Eles devem pular para os quadrados à direita ao mesmo tempo.

Depois de pular para os dois quadrados ao lado, eles pulam de volta onde começaram o jogo. Aí saltam para os quadrados em frente. Olha na foto a Cururuca e a Potcho começando o jogo. Uma de frente para a outra.

E a Teca-teca (outro nome da Amarelinha Africana) continua nesta sequência. Em algum momento, as crianças se encontram no meio da amarelinha. Se estiverem coordenadas, elas vão cruzar o tabuleiro, sem bater uma na outra.

Deste jeito, a brincadeira africana desenvolve também a coordenação e a cooperação. E quando há mais crianças, o trabalho em equipe é fundamental para que todas estejam pulando no quadrado, sem darem encontrões.

Para começar, em fileira

Uma forma mais simples de jogar a teca-teca é em uma fila, com as crianças entrando no quadrado para pular, assim que a da frente completar a primeira sequência de ida e volta.

Então, eu sei que escrevendo é difícil de entender o jogo. Por isso, fiz um vídeo das meninas jogando.

Fala se não é uma dica joia para uma gincana com os amigos ou uma festa de aniversário? Ah! Você reparou que tem uma música que elas cantam para dar ritmo à brincadeira? A música é a seguinte:

Minuê, minuê, le gusta la dance.
Le gusta la dancê, la dança, minuê

A brincadeira de origem afro pode ser jogada, do jeito mais simples, com crianças a partir de 5 ou 6 anos. E os mais velhos podem tentar formas mais elaboradas do jogo, com 4 participantes. Um de cada lado do quadrado, formando várias configurações. Sempre sem bater um no outro.

E no canal ABC dos Jogos, no Youtube, eu encontrei este vídeo, onde eles mostram algumas variáveis do jogo. Confesso que eu ainda preciso brincar mais do jeito mais simples, para depois me aventurar nos outros. E você?

Aliás, sabia que no Youtube também tem a playlist Lista 10 Tempojunto? São 10 brincadeiras para cada faixa etária das crianças, a partir do nascimento, até 12 anos. Acesse!

+ Seja o primeiro a comentar

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.