Brincar livre ao ar livre aproveitando o que as praças e parques têm disponível


Um sábado no mês a gente dedica todinho a brincadeiras ao ar livre. Porque as crianças e nós também precisamos respirar um pouco fora de quatro paredes, seja de casa, da escola ou do trabalho. Nada como a sensação de estar sem muros para limitar nossos movimentos. E tem coisa mais gostosa que ver uma criança correndo solta até não poder mais?

E neste sábado eu (ah, quem escreve aos sábados sou eu, a Patcamargo) resolvi unir o “livre” do ar livre com o “livre” do brincar livre. Para começar, tem uma explicaçãozinha porque brincar livre pode parecer óbvio, mas nem tanto. A brincadeira livre acontece quando 1- não há regras predeterminadas a serem seguidas e 2 – as crianças lideram o que fazer. Em geral, o primeiro item é que complica para nós, adultos.

Pega-pega, esconde-esconde, queimada, pique-bandeira, pular corda são todas brincadeiras que estão fora da categoria Brincar Livre. Porque elas têm regras mínimas predeterminadas. Gincanas idem.

Brincar livre ao ar livre aproveitando o que as praças e parques têm disponível - Larissa correndo

Esta foto aí acima é a primeira sugestão de brincadeira livre: correr. Isso, simplesmente correr. Sem rumo certo, sem um objetivo. Correr pela simples alegria de sentir a velocidade e o vento. Dá uma olhada o quanto a Potcho correu só no tempo de eu focar e clicar a foto. Depois ela voltou correndo e me deu um abração. E ficou nesta brincadeira um tempo. Óbvio, que na idade dela temos que determinar um perímetro máximo até onde vai esta corrida (ou ela some! kkkkk). Mas num local onde você tenha visão de um espaço amplo, dá perfeitamente para correr muito.

Brincar livre ao ar livre aproveitando o que as praças e parques têm disponível - criancas mexendo no vaso de terra

Outra coisa é deixá-las mexer, explorar e descobrir a natureza e as plantas. Colocar a mão na terra, sentir a terra, tocar nas raízes de árvores (há umas enormes), folhas. Perceber as diferenças da terra úmida, terra seca e lama.

Sem medo da grama ou do concreto

Quem conhece o meu instagram sabe que eu posto em geral fotos dos meus passeios com as crianças. Temos rodinhas nos pés e qualquer folguinha é motivo para um passeio. Vou a museus, bienais, e vários parques e praças. Aqui por São Paulo, eu conheço muitos lugares e sei que os paulistanos tem boas opções para que as crianças coloquem os pés na grama ou na terra. Daí as fotos deste post terem sempre uma graminha por perto.

Mas se este não é seu caso, sem crise. Isso é o bom da brincadeira livre. Por ser livre, ela se adapta a qualquer terreno. Então, sem medo de deixar as crianças tirarem o sapato e brincarem na terra batida. Ou no concreto, caso seu ar livre seja numa quadra, na garagem vazia ou na área livre do quintal, da rua ou do prédio.

Brincar livre ao ar livre aproveitando o que as praças e parques têm disponível - criancas deitadas na grama

Outra coisa simples que a gente valoriza pouco. Simplesmente deitar no chão. Pode ser para observar o céu, para sentir o chão nas costas, para fingir de morto, para rolar. Não importa.

Brincar livre ao ar livre aproveitando o que as praças e parques têm disponível - henrique brincando com o calango

Você reparou que tem um calango nesta foto. Pois é. Eu tirei num destes passeios com as crianças. Estávamos no Jardim Botânico e este calango apareceu. O Pocoyo ficou um tempão perseguindo o bichinho. Não para prender ou matar. Mas simplesmente para seguir, observar e até colocar a mão se conseguir. E eu deixei. No local onde você estiver pode ser um pássaro, uma borboleta ou uma formiga. É indiferente o animal, mas se a oportunidade aparecer, bóra brincar livre junto dos bichinhos.

Tomara que você tenha pegado o espírito do brincar livre ao ar livre. Agora, se a sua “pegada” não é brincar tão livre assim, e tudo bem com isso, aqui neste post tem 10 ideias de brincadeiras que você pode fazer amanhã mesmo, domingão, com as crianças.

E sempre tem mais sugestões por aqui sobre como você pode passar um tempo junto com seu filho da melhor maneira possível. Faça parte do grupo da nossa Newsletter e fique por dentro de tudo. É gratuito e você recebe um e-mail semanal com nossas novidades.

+ There are no comments

Add yours