Mais um esconde-esconde para estimular os bebês


Hoje é quinta-feira e dia de falarmos de brincadeiras para fazermos com os bebês. Talvez você já tenha percebido como a brincadeira de esconde-esconde ou pique esconde é tão rica para o desenvolvimento do bebê.

Logo nos primeiros meses de vida, o popular “Cute, achou!” é uma das brincadeiras preferidas dos pequeninos. Além de se divertir à beça com o esconde-esconde, o bebê desenvolve sua capacidade de observação, a descoberta do rosto do adulto e começa a ter noção que o ir embora (cute) não é para sempre (achou!).

Brincadeira com o bebê no espelho para estimular os sentidos - Brincadeira do cadê

Brincadeira com o bebê no espelho para estimular os sentidos - Brincadeira do cadê com bebe achou

Esconder e encontrar objetos

A Júlia que estava brincando de “Cadê” nas fotos acima também aproveitou muito outra brincadeira de esconde-esconde. Desta vez, para encontrar o objeto. Para fazer esta brincadeira você precisa de objetos ou brinquedos que seu bebê goste, um pano ou outra coisa para colocar os objetos embaixo. Pode ser uma tampa ou uma almofada, como a que usei com a Júlia.

Em primeiro lugar, chame seu filho para brincar e lhe mostre o brinquedo. Quando ele prestar atenção, cubra-o com o pano, tampa ou almofada bem na frente dele, para que ele observe o que você está fazendo.

Mais um esconde esconde para estimular os bebês - pegando o brinquedo

Mais um esconde esconde para estimular os bebês - procurando o brinquedo

No começo, a Júlia não entendeu o que estava acontecendo e como o brinquedo havia sumido. Então, a mamãe Danusa retirou a almofada e repetiu o processo. Na terceira vez, a Júlia percebeu o que estava acontecendo e imediatamente descobriu o brinquedo. Olha a felicidade dela com a conquista!

Mais um esconde esconde para estimular os bebês - tirando a almofada

Mais um esconde esconde para estimular os bebês - achando o brinquedo

Raciocínio lógico e percepção espacial

Quando a Danusa trocou a almofada pelo pano, a Júlia usou o raciocínio e deduziu que o brinquedo preferido só poderia estar escondido ali. Bingo!

Mais um esconde esconde para estimular os bebês - engatinhando até o pano

Este tipo de esconde-esconde com objetos é muito legal para treinar o raciocínio lógico do bebê, o processo de aprendizagem e a noção espacial. Mas nada disso é mais importante que a brincadeira pela diversão.

No final, resolvemos desafiar um pouco mais a Júlia e colocamos os brinquedos escondidos atrás do sofá. E, advinha, ela foi direto encontrar o que estava escondido.

Mais um esconde esconde para estimular os bebês - procurando o brinquedo no sofa

A alegria do pique-esconde

Brincar de esconde realmente acompanha o crescimento do seu filho. Quando seu bebê estiver um pouco mais velho, já andando, você poderá testar o pique-esconde mais próximo da brincadeira que conhecemos. A Patricia Marinho escreveu um post muito legal sobre isso. Olha a fofura da Gabi encontrando a irmão mais velha.

Então, os filhos crescem e o esconde-esconde cresce com eles. Mas este é assunto para outro dia. Ou melhor, este é um assunto que você encontra também aqui no blog.

Já se inscreveu na nossa Newsletter? Toda semana você recebe nossas novidades e acompanha tudo o que publicamos por aqui.

9 Comments

Comente
    • 2
      Patrícia Marinho

      Oi Cleide,

      Obrigada pelo interesse!
      Acabei de colocar seu nome na nossa lista de email.
      Espero que goste e aproveite.

      Abraços,
      Patrícia

    • 9
      Patrícia Marinho

      Olá Nina,

      Cada criança tem um ritmo para desenvolver a sua linguagem oral. Tenho uma sobrinha que só começou a falar de verdade com 3 anos. E hoje fala normalmente. É super importante conversar com as crianças e nomear os objetos, o tempo todo, mesmo quando a criança não consegue responder da mesma forma.

      Quando você fala que se preocupa é porque tem medo que o filho se esconda e você não consiga encontrá-lo por ele não avisar? Se for isso, duas coisas. Primeiro que uma criança desta idade ainda precisa da supervisão constante de um adulto. Então, mesmo que ele falasse normalmente, o ideal é brincar em espaços seguros, onde não haja lugares como armários etc onde a criança possa ficar presa. Além disso, mesmo a criança que não tem linguagem desenvolvida expressa suas emoções com gritinhos e gargalhadas. E aí dá para seguir o som por aí.

      Beijos,

      Patrícia

+ Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.