10 ideias para incluir todas as crianças na brincadeira


O principal objetivo do Tempojunto é mostrar a importância do brincar para as crianças e para o fortalecimento do vínculo na família. E porque muitas famílias buscavam o Tempojunto pedindo ideias para incluir todas as crianças com as mais diversas deficiências, transtorno global do desenvolvimento e síndrome de down, consultamos especialistas e desenvolvemos o e-book Brincar e Inclusão. Esse e-book é distribuído gratuitamente e se você se interessar pelo material é só clicar aqui.

Esse ano, o tema do  nosso e-book foi ao encontro do tema da Semana Mundial do Brincar que é “O brincar que abraça a diferença”. Como nós sempre fazemos um post especial por conta dessa semana tão importante, decidimos trazer exemplos de brincadeiras para um corpo sem limites.

Uma coisa que aprendemos estudando para o e-book é que qualquer brincadeira pode ser brincar por todas as crianças. E que, quando permitimos que elas brinquem juntas, é surpreendente como elas conseguem se organizar e propor brincadeiras que incluam a todos. Aliás, tem uma frase da Carol, filha da Patricia Marinho, que resume bem nosso pensamento.  “Afinal, se a gente não brincar juntos, como é que saberemos viver juntos quando ficarmos adultos?”.

É por isso que acreditamos que a brincadeira é a atividade mais inclusiva para as crianças! Então, veja nossas 10 ideias para incluir todas as crianças na brincadeira.

01  – Descoberta sensorial

No e-book, o Brincar e Inclusão, destacamos o circuito sensorial que existe no Laramara, uma instituição que faz um trabalho incrível com crianças com deficiência visual e suas famílias. Aliás, brincadeiras sensoriais são um ótimo reforço da ideia do brincar para todos. As crianças amam e podemos brincar com elas desde bebês com a Patricia Marinho mostra neste post aqui com as As melhores atividades de descoberta sensorial

Então, dá uma olhada no post e veja a carinha de feliz da Gabi com as suas descobertas sensoriais ao entrar em contato com a natureza. Viu como é possível incluir todas as crianças na brincadeira?

02 – Serra, serra, serrador

A dica veio do vídeo As 5 melhores brincadeiras para estimular e deixar a criança feliz! gravado pela Mayra Gaiato, psicóloga especializada em autismo. Mas, olha! Se você acha que ela vai ensinar uma brincadeira específica porque é especialista em autismo, não se engane. Ela mostra que a brincadeira é para todos e destaca o Serra, serra, serrador, Bolinha de sabão, além de outras que amamos. Dá uma olhada no vídeo e veja como ela explica a importância da brincadeira de um jeito muito simples.

 

 

03 –  Bexiga

A bexiga é aquele material simples, barato e muito versátil. Dá para brincar de inúmeras maneiras e todos podem participar. Neste post aqui, a Pat Camargo mostra os filhos brincando de bater na bexiga sem usar as mãos. Dá uma olhada aqui na brincadeira. Mas, antes, lembre-se que, como explica a Meire Cavalcante, mestra e doutoranda em Educação e Inclusão pela Unicamp. “O grupo pode mudar as regras de um jogo para que todos se divirtam juntos”. Então, antes de pensar essa brincadeira não permite que todos brinquem, lembre-se que uma adaptação pode mudar tudo e incluir a todos.

04 – Artes

As crianças amam brincar com lápis, tinta, colagem. Enfim, amam fazer arte! Pintar com pincel, com lápis, pintar com os pés. Isso mesmo! Deixe a brincadeira acontecer.

Proteja o chão com aquele lençol que não usa mais ou forre a mesa com papelão e pronto. Se você quiser sugestões do que fazer, tem muitos posts aqui no Tempojunto e é só clicar aqui para ver.

Mas, dá uma espiada no Daniel, filho da Itaicy Pires, criadora do Espaço do Plantar. O Daniel é deficiente visual e, ao seu lado está a Ana Vitória, sua irmã mais nova. Então, veja como os dois brincam juntos, fazendo arte. Não é o máximo como brincadeira é democrática e inclusiva?! Assim, reforçamos como é possível incluir todas as crianças na brincadeira.

05 – Música

No Brincar e Inclusão temos a palavra de vários especialistas. Mas também temos a Hedrienny Cardoso, mãe de três lindos filhos. E dois deles, o Daniel e a Júlia, além de todas as outras características de crianças pequenas, têm deficiência visual e, no caso do Daniel, também autismo. No e-book, a Hedrienny nos conta sobre suas experiências e como valoriza a brincadeira para seus filhos.

Mas e a música? Bom, o Daniel tem um talento musical incrível! Ele toca teclado desde os 2 anos e, com o estímulo dos pais, hoje toca mais de 700 músicas. A Hedrienny registra tudo no Instagram no perfil @notasdadiversidade. Nessa foto, o Daniel está tocando a música tema do seriado Game of Thrones.

Claro que cada criança tem suas características e seus talentos, mas a música é importante para todas.  Se você quiser ideias de como trazer a música para as brincadeiras, clique aqui e veja vários posts do Tempojunto sobre o tema.

06 –  Fantasias

Algumas crianças querem ser super-heróis outras princesas, médicas, policiais e por aí vai. Então, que tal deixá-las usar suas fantasias, aquelas que compramos prontas ou improvisar com materiais que temos em casa? Afinal, brincar de faz de conta é bom! Tem um post aqui no nosso site, escrito pela Pat Camargo, em que ela conta sobre como o brincar de faz de conta é importante para o desenvolvimento geral das crianças.

E se você quiser algumas dicas de como brincar de reis e rainhas, por exemplo, é só clicar aqui. Olha só que legal essa ideia de coroa feita com copo de papel!

Ah! O que pode acontecer nessa brincadeira de fantasiar-se é que uma criança com deficiência física, por exemplo, as vezes vai precisar de ajuda para vestir algo. Só isso! E mais uma vez todo mundo brinca e se diverte!

07 – Bolinha de sabão

Ah! Essas bolinhas tão simples e que podem virar brincadeira em qualquer lugar. Tem aquelas que fazemos apenas com água e sabão, mas também tem as bolhas de sabão gigantes. Isso mesmo. A receita é bem fácil e quem nos ensina é o Iberê Thenório do Manual do Mundo.

Como explica o Guia Incluir Brincando, criado pela Unicef, em parceria com a Vila Sésamo, caso a criança tenha mobilidade reduzida, basta que você ou outra criança segure o arco com sabão perto de sua boca, para que ela mesma faça as bolinhas. Simples!

08 – Boliche

Nós já ensinamos aqui no site como fazer um jogo de boliche de garrafa pet. Aliás, você pode começar a brincadeira chamando as crianças mais velhas para montar os pinos do boliche como explicamos aqui. 

Depois, é só deixar a bola rolar e ver quantos pontos cada criança marca. E você pode estar se perguntando como incluir todas as crianças na brincadeira. Bom, se a criança tem mobilidade reduzida? Então, aproxime os pinos ou reduza a quantidade deles.  E se ela tem deficiência visual? Ajude ou peça as demais crianças para ajudar falando a direção em que os pinos estão.

09 – Banho diferente

Olha que ideia legal que encontramos no site  housingaforest . O site está em inglês mas as imagens deixam tudo bem fácil para aprender. Você só precisa de uma mangueira, uma garrafa pet, tesoura e fita adesiva. Com isso, você faz um chuveiro ou sprinkler e coloca as crianças para brincar lá fora. Dá para tomar banho ou correr dos pingos. Dá para sentir água e se a criança precisa, basta que outra criança ou um adulto ajudem a brincar nessa chuva que você criou.

10 – Brincar com corda

A corda é outro brinquedo versátil, barato e com mil possibilidades. O Guia Incluir Brincando, publicou no Youtube uma brincadeira bem legal, aquela em que é preciso adaptar os movimentos para passar por baixo da corda. Aliás, veja como eles precisaram adaptar a brincadeira para incluir o Garibaldo. Viu, como fazendo apenas uma adaptação é possível incluir todas as crianças na brincadeira?

 

Gostou das nossas brincadeiras? Antes de terminar, vou deixar novamente por aqui o link para você baixar o nosso e-book Brincar e Inclusão. Aproveite para conhecer nosso material e divulgue para os amigos. É gratuito. 

 

+ Seja o primeiro a comentar

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.