7 maneiras de ser firme e gentil com seu filho no dia a dia


Um conceito que aprendemos com a Disciplina Positiva, colocamos em prática nas nossas casas e comprovamos o resultado é a proposta de equilibrar o “firme e gentil” com nossos filhos.

O que mais impressiona é que esta regra é básica para qualquer relacionamento entre adultos, mas insistimos em tratar as crianças como se fossem pessoas que não precisam do nosso respeito e esforço.

Longe de dizer que somos todos mães e pais malvados. Até porque dizer é mais fácil que agir com gentileza e firmeza com os filhos no calor das rotinas diárias.

Então é comum a gente ver a vida cerca de “batalhas” do dia a dia.
– como fazer para os filhos não brigarem?
– como dormir a noite?
– fazer as tarefas?

Daí recorremos a atitudes como ameaçar, chantagear, gritar, por de castigo, até bater. Talvez você até tenha um resultado imediato com isso. Mas no final das contas, todo mundo se sente mal e o resultado no futuro é desastroso.

Firme e gentil é possível

Quantas vezes você já se viu falando: ‘Eu já disse mais de 1000 vezes e você não escuta?”… Se a criança não mudou é sinal de que só ficar falando não funciona!

Mas como fazer na prática? Aí vão 7 dicas para você ser capaz de ser firme e gentil ao mesmo tempo:

1 – Dê um tempo positivo para você

Você está cansado ou irritado não vai conseguir ser gentil e firme. Saia da briga, se acalme, e volte para lidar com o comportamento ruim quando for capaz de controlar o seu próprio comportamento.

Sem medo de mudar sua forma de agir

2 – Ser gentil não é mimar ou eliminar as frustrações

Se a gente tem um conceito errado do que é gentileza, acaba sendo permissivo. Ser gentil significa ter respeito pela criança e por si mesmo. Mostrar respeito é validar o seu sentimento. “Eu entendo. Consigo ver que você está chateado, bravo, nevoso”.

3 – Não é gentil que as crianças tratem você com desrespeito

Não é porque você é gentil que ela pode tudo. Você e os outros precisam ser tratados com respeito. Mas a saída não é bater ou punir. Um exemplo é “você não está sendo respeitoso e se enquanto você estiver me tratando assim não podemos falar”. E sair do ambiente.

Na volta “sinto que você tenha ficado bravo. Eu respeito isso, mas você não pode me tratar dessa forma. Eu te amo, mas só vou conseguir te ajudar quando você me respeitar”.

4 – Não tente resolver os problemas na hora da irritação

Se a criança está irritada ou se comportando mal, o primeiro passo é ela se acalmar. Use a brincadeira como distrator. Mas se não funcionar, você pode tirá-la da situação de mau comportamento.

“Nós precisamos sair daqui agora. Vamos tentar novamente mais tarde.”

“Você não está conseguindo brincar sem brigar. Então vamos embora tentamos quando estiver mais calmo”.

Traga seu filho para seu lado

5 – Estabeleçam os limites e combinados juntos

Outra forma de ser firme e gentil ao mesmo tempo é vocês serem parceiros daquilo que precisa ser feito no dia a dia, para a família viver bem.

Crianças pequenas já podem participar disso. Sentem para combinar quais devem ser os limites para ver televisão, hora de tomar banho, hora de dormir, fazer a lição. Explique porque esses limites são importantes e abra espaço para ouvir as crianças.

Crianças são mais dispostas a respeitar os limites que ela ajudaram a criar, com base no entendimento sobre porque eles são importantes.

6 – Quando um limite for ultrapassado, não puna: entenda e faça a criança ajudar a resolver

Continue mostrando respeito procurando entender por que o limite não foi cumprido. “O que aconteceu? Porque? Como você pode solucionar o problema agora? O que você aprendeu? O que vai ser diferente da próxima vez?”

Talvez seja interessante brincar para que a criança possa visualizar melhor o que aconteceu. Um teatro de fantoches ou de sombras, ou uma brincadeira de imaginação com bonecos são mais concretos para a criança.

Quando ela resolver a situação na brincadeira, lembre-a sobre a situação real que aconteceu.

Mas não deixe para brincar ou lidar com o assunto muito tempo depois do ocorrido. A criança faz relações imediatas.

7- Use frases que ajudem a resolver o problema mantendo seu respeito com seu filho

Ser firme e gentil está intimamente ligado a respeito. E respeito é uma via de mão dupla. Por tanto, para ser respeitado por seu filho, você também precisa respeitá-lo como ser humano. Na prática, em lugar de dizer uma frase ríspida (que você certamente não diria se a criança em questão fosse o filho do seu chefe), que tal trocar por:

. Já vai ser a sua vez de falar.
. Eu sei que você consegue pensar numa solução para esse problema.
. Nós vamos falar sobre isso mais tarde. Agora é hora de entrar no carro.
. Eu sei que você consegue fazer isso sem me tratar mal.

Você pode dizer que é complicado equilibrar ser firme e gentil ao mesmo tempo. Porém, seria pior se você desconhecesse esta alternativa no relacionamento e educação do seu filho.

Mas para ajudar mais, deixamos um arquivo em PDF para você baixar e ter sempre consigo. É só clicar aqui, ou no anúncio abaixo.

+ Seja o primeiro a comentar

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.