Mãe, já está chegando? Atividades para as crianças no carro


Frase ouvida em algum momento por 10 entre 10 pais que viajam com os filhos. E como este blog quer ajudar a fazer do tempo disponível o melhor tempo junto possível, nada melhor que aproveitar o tempo com as crianças no carro  para um momento de diversão e fortalecimento de vínculos.

Já falamos e falaremos mais sobre dicas para estes momentos. Como o post sobre a busy bag, uma maleta com atividades pré-montadas.  Mas o assunto hoje são crianças no carro entre 2 e 5 anos. A primeira coisa é tentar conciliar o horário de saída da viagem com o cochilo das crianças. Em geral, isto já ocupa de uma a duas horas. Entretanto, como em São Paulo levamos cerca de 1 hora só para sair da cidade (dependendo de onde você mora), outras dicas continuam valendo.

1. Encontrar coisas no caminho

Você pode fazer a versão simples, somente dizendo para as crianças o que elas devem encontrar – uma coisa de cada vez. Quem encontrar primeiro ganha, no caso de uma competição; ou todos ajudam a encontrar algo mais difícil (para treinar cooperação entre as crianças).

Há também as outras versões, nas quais você imprime previamente um quadro com desenhos de coisas que podem ser encontradas na estrada (carros, animais, fazendas, pessoas, pedágios) e as crianças passam a viagem obsevando. Conforme encontram, vão eliminando da folha. No final da viagem ou de uma parte da viagem, conta-se quantos cada um encontrou.

2. Jogo do advinha o que estou vendo

“Estou vendo uma coisa azul!” E a partir desta informação, as outras pessoas fazem perguntas sobre a “coisa”. As respostas só podem ser dadas com um “sim” ou “não”. Até que alguém acerte o que a outra estava vendo.

Numa versão mais simples, não há perguntas, mas apenas a primeira frase “Estou vendo…”. As crianças no carro então vão dando chutes sobre o que a outra está vendo. Quem adivinhar com menos chutes, ganha a vez de dizer o que está vendo.

filhos_carro

3. Cantar músicas interativas, como Gato Pintado ou Suco muito bom

São músicas simples que precisam ser completadas. Além de distrair, ajuda a desenvolver o raciocínio rápido. Quem demorar para responder, perde a vez para outro. Eu conheço duas músicas, mas há outras e você pode até inventar a música da família viajando.

Gato Pintado – uma pessoa canta e vai perguntando aos demais. Quem fala a cor é quem canta.

Gato pintado, quem foi que te pintou, foi a Maria que por aqui passou. Que cor? “Vermelho”
Gato vermelho, quem foi que te pintou, foi o papai que por aqui passou. Que cor? “Verde”
Gato verde…e assim por diante.

Suco bom – cada um canta o seu e “passa a bola” para o outro. Não pode repetir frutas

Eu tomei um suco, e o suco estava bom. O suco era de limão, e o seu suco mamãe, era bom?
Eu tomei um suco, e o suco estava bom. O suco era de amora, e seu suco Pedro, era bom?

 

4. Desenho e pintura com giz de cera

Um clássico que funciona bem. Deixe giz de cera e papéis para a criança desenhar. Ou já imprima alguns desenhos prontos para serem coloridos. Para apoiar o papel é preciso ter uma bandeja de viagem, preferencialmente que possa ser acoplada na cadeirinha para não haver perigo. Todas as referências que encontrei para comprar estas bandejas são de sites internacionais, como a Amazon. Eu vi um site nacional, mas não tenho dados de confiança, então é melhor nem publicar. Mas o blog Macetes de Mãe postou um passo-a-passo da montagem de uma bandeja  para ser feita em casa.

Outra dica importante: não deixe seu filho muito tempo nesta atividade pois o balanço do carro e a posição para desenhar podem causar enjoo.

bandeja-de-viagem-6

5. Apontando cores ou formas no próprio corpo

Lembra da brincadeira Elefante Colorido? Não? Uma pessoa pergunta: “Elefante colorido!” As outras respondem: “De que cor?” E ao falar uma cor, todos os participantes precisam encontrar um objeto com a cor dita. Com os pequenos, funciona de forma bem parecida. As crianças no carro precisam apontar para as cores na roupas e objetos que estejam próximos.

A outra versão é pedir que as crianças apontem partes do corpo. Você pode começar com as mais fáceis e gradativamente deixar mais difícil, como axilas, plantas dos pés, céu da boca.

 

6. Dvds e apps

lets create app

Esta é uma sugestão que funciona com parcimônia, porque também pode causar enjoo. Há vários reprodutores de DVDs portáteis que podem ser usados no carro disponíveis no mercado. Nesta idade, as crianças ainda gostam muito de repetição. Então, minha dica é não arriscar e escolher filmes ou desenhos curtos e já conhecidos.

Desde que comecei a escrever este blog publiquei posts com dicas de aplicativos educativos.  Muitos deles funcionam bem para crianças entre 2 e 5 anos. Eles também são boas alternativas para as crianças no carro.

7. Levar uma surpresa – óculos de sol, fantoche ou dedoche

Sabe aquele brinquedo que seu filho gosta muito, mas ele esqueceu de colocar na mala? Ou então, alguma coisa pequena que ele sempre pede? Levar uma surpresa no carro é garantia de muitos minutos de distração tanto das crianças, quanto sua. Um dedoche, óculos de sol, uma pelúcia, um brinquedo de mola ou uma lanterninha são exemplos destas surpresas.

 

8. Fui para a Lua e levei

Para usar e abusar da imaginação. Vocês irão até a Lua e precisam preparar a mala de viagem. O que vocês levarão para a lua? Não vale repetir o que foi dito. É possível fazer variações da brincadeira, propondo que a criança escolha as coisas mais malucas para levar até a Lua. Também dá para substituir a Lua por qualquer outro lugar inusitado que seja familiar para a criança, como o fundo do mar, uma terra de gigantes ou um formigueiro, por exemplo.lua

9. Stop falado

Como entre 2 e 5 anos a criança ainda não lê ou escreve, pensei em uma versão só falada da brincadeira Adedonha (chamada de Stop em São Paulo). Quem começa fala uma sílaba (foneticamente mais simples de a criança identificar com outra palavra) e escolhe uma categoria tradicional da brincadeira (cor, fruta, objeto, etc). Quem falar primeiro uma palavra com a mesma sílaba ganha.

Stop

Algumas destas a Patcamargo testou com os filhos nas viagens da família com as crianças no carro. Encontrar objetos na estrada; cantar as músicas; stop e “fui para a Lua”; foram as que deram mais certo. Mas cada criança é diferente e por isso vale fazer todas.

Se você quer outras dicas para viajar com seus filhos (horários de saída, programação de paradas), dá uma lidinha neste post. Ajudam bastante.

Espero que estas dicas ajudem no seu dia a dia com seus filhos. E se você gostou e não quer perder nenhuma novidade, faça parte do nosso grupo da newsletter. É gratuito e você recebe nossas atualizações semanalmente em seu e-mail.

 

 

+ Seja o primeiro a comentar

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.