Crianças mais velhas também gostam de brincadeiras sensoriais

Crianças mais velhas também gostam de brincadeiras sensoriais


Quando falamos de brincadeiras de estímulo – e este é o tema destas colunas quinzenais – para as crianças que já não são bebês pode vir a dúvida de quais estímulos eles precisam já que, afinal, estão grandinhos.

E imagino que uma brincadeira sensorial, que estimula os sentidos além da visão, como tato, olfato e audição, estejam fora do radar dos pais. Mesmo aqui no Tempojunto, nós costumamos dar o nome de “brincadeira de estímulo” às atividades direcionadas aos bebês. Bom, este post está aqui para dizer que o estímulo sensorial é importante e tem várias brincadeiras que podemos fazer com as crianças a partir de 4 anos que também trabalham o sensorial.

Comida às cegas

A partir dos 3 ou 4 anos os meus filhos começaram a selecionar mais as comidas que eles gostavam. Teve a fase do “não conheço, não experimentei, mas não gosto”, sabe? Acontece com vocês também? Mas em casa a gente não vai reduzir o cardápio das crianças a macarrão, nuggets e batata frita, até porque eu e meu marido gostamos muito de comer com diversidade e em casa não tem cardápio separado para nossos filhos.

Esta brincadeira funciona muito bem para que as crianças provem sabores diferentes ou provem de novo aquilo que eles acham que desgostam.

Uma brincadeira para experimentar novos sabores - provando

Brincar na chuva

Muita gente fala o quando é legal brincar na chuva. Mas quantas vezes mesmo a gente deixa as crianças fazerem isso? Daqui a pouco chega a época mais úmida do ano e a chuva vem junto com o calor. Quem sabe este post aqui em que eu falo da experiência incrível das meninas na chuva te dê um empurrãozinho.

Brincar livre na chuva para criancas a partir de 3 anos_abracadas_guarda_chuva_meninas

Plástico bolha

Outra brincadeira sensorial que diverte muito as crianças mais velhas e eu também acho uma delícia é brincar com plástico bolha. Seja estourando as bolinhas, ou sentindo a textura, o resultado são muitas risadas e experiências diferentes.

Brincadeira com plástico bolha para divertir os seus pequenos - carol se divertindo

Quente/morno/frio

Esta é quase uma experiência sensorial científica. Você precisa de três bacias pequenas, água quente, água morna e água fria. Peça a seu filho que coloque a mão na água fria. Deixe por 5 segundos. Depois diga para eles imediatamente passarem as mãos para a bacia morna. Qual a sensação?

Repita a experiência, desta vez começando pela bacia de água quente (cuidado para não ser quente demais) e depois para a mesma bacia de água morna. Será que a sensação é diferente?

Crianças mais velhas também gostam de brincadeiras sensoriais - mao na bacia de agua quente

Caminho sensorial

Quando eu trabalhava com grupos de jovens na paróquia a qual faço parte, uma atividade que fazíamos sempre e todos se divertiam era o Caminho da Confiança. Hoje eu chamo de caminho sensorial. Para os mais jovens, o caminho pode ser percorrido com os olhos abertos. Mas, o mais incrível é quando fazemos a brincadeira com os olhos vendados, ou à noite.

Testar o tato a partir dos pés é uma experiência emocionante quando se está com os olhos vendados. A adrenalina da moçada vai à mil! Tem exemplos de como construir este caminho no post.

Um passeio sensorial para estimular o tato do seu bebê - julia pisando na grama

Espuma de barbear e cores

Mais-uma-receita-de-tinta-caseira-para-fazer-com-as-crianças_Creme_Barbear-18

 

Olha se este não é o retrato da alegria? A brincadeira com tinta de espuma de barbear foi feita para a Gabi, a filha da Patricia Marinho de três anos brincar. Mas a Carol, irmã da Gabi, que está com 11 anos também entrou na brincadeira e aproveitou muito! No post tem a receita da tinta.

Maisena e água

Brincadeira sensorial para todas as idades_maisena_farinha no pe carol e gabi

Mais uma brincadeira que começou com a Gabi e incluiu a Carol. A textura da água com maizena é…bom….é indescritível. Só experimentado para saber. Então, aproveite você também, escolha um lugar que seja fácil de lavar depois e caia na brincadeira com seus filhos!

Ouvir os sons da natureza

Não vale ser o cachorro de casa ou do vizinho. A brincadeira aqui é sair para um parque ou um lugar mais distante do barulho de trânsito. E escutar os sons que a natureza faz. Pode ser o barulho de cigarras e grilos, o vento uivando, as folhas farfalhando, o barulho do mar, do rio. Mesmo que você não consiga fazer isso com frequência, esta é uma brincadeira que vai ser muito significativa para vocês.

Brincar livre ao ar livre aproveitando o que as praças e parques têm disponível - criancas deitadas na grama

Espero que estas dicas de brincadeiras ajudem no seu dia a dia com seus filhos. E se você gostou e não quer perder nenhuma novidade, faça parte do nosso grupo da newsletter. É gratuito e você recebe nossas atualizações semanalmente em seu e-mail.

+ Nenhum comentário

Deixe seu comentário


E aí, o que você achou?