#LivreParaDescobrir na pracinha


Hoje é o segundo dia de posts sobre a Semana Mundial do Brincar que estamos fazendo em parceria com OMO. Ontem, nosso tema foram inspirações para deixar as crianças livres para descobrir em casa. Agora, vamos apresentar mais 5 ideias de brincadeiras para fazer na pracinha ou no parque.

Brincar ao ar livre

Quem mora em cidades grandes como eu, que vivo em São Paulo, enfrenta problemas sérios como a falta de segurança e de equipamentos públicos sem conservação adequada. Como consequência, as crianças passam cada vez menos tempo ao ar livre. O que é uma pena.

Lógico que não se pode fingir que os problemas da cidade não existem. Mas, se a gente puder insistir para encontrar um espaço aberto adequado, mesmo que distante, e mais, se a gente puder tirar o melhor proveito possível desse espaço, seja ele o parque ou a pracinha, vai trazer um benefício enorme para as crianças que é deixá-las vivenciar livremente o mundo que as cerca.

O tempo que a criança passa brincando ao ar livre é fundamental para que ela possa descobrir, aprender e se desenvolver em todo o seu potencial.

Mas o que fazer quando você chega na pracinha ou no parque?

Além das brincadeiras mais tradicionais que envolvem os brinquedos disponíveis no parque, você pode inventar um monte de coisas:

1. Desenho com folhas e flores

Passe um tempo catando folhas e flores caídas no chão e depois deixe a criança brincar de inventar figuras com elas. Eu e a Carol fizemos rostos com o material que coletamos no Ibirapuera. Mas você pode escolher outros temas.

Tempojunto no parque- desenho com folhas e flores - rosto de natureza

2. Caça ao tesouro na natureza

Aproveitando a ideia de coletar folhas e flores, por que não inventar uma caça ao tesouro na natureza? Você e seus filhos podem fazer uma lista de objetos que devem ser encontrados no parque ou na pracinha. Por exemplo:

– a maior folha
– a menor folha
– a folha mais diferente
– o maior graveto
– uma pedra redonda
– uma flor amarela
– a flor com mais pétalas
– a menor flor

Quem coletar o maior número de objetos certos ganha. É um belo jeito de fazer as crianças descobrirem o parque!

3. Fazer ondas com sementes nos lagos

Alguns parques ou espaços livres têm um lago por perto. Se esse for o caso, um outro conjunto de possibilidades se apresenta. Que tal brincar de “quem consegue fazer mais círculos na água jogando sementes”? Tem gente que conhece bem a técnica e é capaz até de fazer a semente pular várias vezes na superfície da água antes de afundar.

A Patcamargo fez isso com as crianças dela. Elas se divertiram tanto, que foi preciso tomar cuidado extra para ninguém cair na água. Puseram uma corda no chão, e ninguém podia passar dela para brincar.

Eles usaram sementes que acabam se desintegrando mais rápido no lago, em lugar de pedrinhas.

brincar ao ar livre - pedra lago

4. Acerte o alvo

O parque e a pracinha também são um excelente lugar para se inventar um jogo. Pode ser tão simples quanto pegar um graveto e desenhar um alvo no chão para que as crianças brinquem de acertar pedrinhas (com cuidado para não machucar ninguém).

#LivreParaDescobrir a pracinha - acerte o alvo

5. Sopa de magos e fadas

Aproveite as folhas e flores que você coletou na atividade 1, entregue-as junto com um pote com água para as crianças e deixe que inventem a sua receita de sopa de magos e fadas.

#Livre para descobrir na pracinha - sopa de magos e fadas

Este post e os outros que você vai ver nesta Semana têm o apoio de OMO. Amanhã vamos falar sobre brincar em lugares inusitados da casa. A gente sempre defendeu que brincar e se sujar fazem parte de uma infância saudável, e, por isso, a causa da marca tem tudo a ver com o Tempojunto. Além disso, #LivreParaDescobrir o mundo, a vida e as coisas por meio da brincadeira é que tem de melhor para as crianças, não acha?

3 Comments

Comente

+ Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.