Desenvolver a concentração e a escuta brincando com a natureza


Estar perto da natureza é muito bom para mim e gosto quando consigo transmitir aos meus filhos a importância do respeito pela Natureza. Ainda assim, foi surpreendente quando uma brincadeira em meio à natureza também se tornou um momento que pudemos desenvolver a concentração e a escuta.

Me explico melhor: volta e meia falamos de brincadeiras para explorarmos o ambiente com nosso filhos. Mas tanto eu (a Patcamargo), quanto a Patricia Marinho em geral aproveitamos os momentos em praças, parques, trilhas para brincadeiras que envolvam a descoberta e a exploração, como este post para crianças pequenas ou este outro para bebês.

Mas desta vez foi diferente. Eu pude mostrar para o Pocoyo como silenciar para observar a natureza. Para ele, esta é uma atividade e tanto, porque seu natural é ser bem agitado e barulhento. Especialmente agora, numa fase em que a “ilha da bobeira” (viram Divertidamente?) fica ligada quase o dia todo. :)

Silêncio e lindas fotos

E justamente porque ele está mais velho é que conseguiu entender a validade da concentração e de parar para escutar a natureza.

Neste lugar aí acima começou nossa brincadeira. Era uma trilha bem tranquila que fomos fazer. Eu comecei pedindo que ele fechasse os olhos para se concentrar e ouvir os barulhos ao redor. De início foi difícil para ele, porque a vontade de sair correndo, gritando e falando alto era maior.

Então, ele me pediu o celular (!!!). Bom, “ok” eu disse. Mas para fazer fotos de coisas que te chamem a atenção e que não estejam óbvias no caminho. Propus uma mistura de “explorador-detetive-fotógrafo” ao mesmo tempo. Ele topou.

Olha que imagem bonita ele fez de uma flor que não havíamos visto!

Ele se inspirou e começou a andar em silêncio, concentrado, observando e buscando imagens que ele achava bacanas e diferentes.

Caminho, animais e a família

Foi muito bom ver meu filho tendo esta atitude mais contemplativa. Ele sempre teve muito respeito pela natureza e pelos animais. Porém, brincando desta vez ele praticou a concentração e a escuta. Olha que fotos legais ele fez sobre o percurso que fizemos. Primeiro num bambuzal, depois em uma área mais árida. Ele mesmo percebeu a diferença de cenários.

Além disso, o Pocoyo foi brindado (e nós também) com uma família de micos brincando nas árvores, bem pertinho da gente. “Porque ficamos quietos, ele não fugiram, mamãe”, foi a conclusão do meu filho.

Aquele passeio acabou assim, com muitas fotos e um jeito diferente de estar próximo à natureza.

E, claro, a brincadeira se repetiu outras vezes. Primeiro no parque, lugar em que o Pocoyo fotografou a família.

E descobrimos esta árvore digna dos livros infantis e infanto-juvenis

Em segundo lugar, em casa mesmo. O Pocoyo percebeu que ficando em silêncio e observando, ele conseguiria tirar fotos como esta do esquilo da mongólia que temos em casa correndo no bosque.

Então, esta foi a dica de brincar com a natureza, aproveitando um aspecto diferente do descobrir e explorar. Mas silenciar, concentrar e ouvir. Espero que sirva de inspiração para você. Vai que fotografar não se transforma num hobby entre você e seu filho mais velho?

Querendo sempre receber novas dicas de brincadeiras para seus filhos, seja qual for a idade, inscreva-se na nossa Newsletter. Semanalmente, você receberá um e-mail com nossos posts classificados por idade e muitas outras novidades.

+ Seja o primeiro a comentar

Comente

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.