Reconhecendo a si mesmo com a brincadeira do desenho pela metade


Uma das maneiras de ajudarmos nossos filhos a desenvolver a sua autoestima é se conhecer. Sabendo como somos fisicamente aprendemos a gostar do que vemos, mesmo que seja diferente do que a sociedade define como padrão para qualquer coisa. Esta brincadeira do desenho pela metade é um jeito de brincar de desenhar e se conhecer ao mesmo tempo.

A gente comenta bastante aqui no blog como é legal brincar de arte com as crianças. E temos inúmeras sugestões de brincadeiras que envolvem todo tipo de arte. Se você clicar aqui vai ver o que estou dizendo.

Entre os vários jeitos de arte, desenhar é um dos preferidos da minha caçula, a Potcho, de 6 anos. E eu, tenho que confessar, desenho muito mal. Nunca foi meu talento. Por isso, gosto de buscar brincadeiras que envolva, desenho para propor à minha filha.

Um deles, é o desenho pela metade. para brincar, você vai precisar dos seguintes materiais:

1 folha de papel sulfite

1 foto do seu filho

Tesoura

Lápis

Autorretrato é também autoconhecimento

Para começar, você precisa imprimir a foto do seu filho. Se quiser e tiver habilidades de edição de imagens, pode imprimir já a foto pela metade.

Nesta brincadeira, você vai também apresentar a seu filho o conceito de simetria de uma forma ou figura. Ou seja, se dividirmos qualquer imagem exatamente pela metade e observarmos que um lado é igual ao outro, então a imagem é simétrica. Caso contrário, temos uma figura assimétrica. Pura matemática e geometria.

Em geral, nosso rosto é simétrico. Mas há casos em que pode haver algo diferente em um dos lados. Eu, por exemplo, tenho uma pinta, que é quase uma verruga de bruxa num dos lados do meu rosto.

E daí? Daí que não importa se há ou não simetria. A gente vai brincar com isso, e mostrar à crianças como fazer um autorretrato a partir da metade de sua foto.

Visão de si mesmo

Com a foto impressa, monte-a colada em uma folha branca de sulfite. Neste momento, convide seu filho a desenhar a metade que falta do rosto, a partir do que ele está vendo.

A Potcho não perdeu tempo. Ela estava acompanhando todo o processo de preparação da brincadeira e não via a hora de desenhar. Começando pelos olhos, ela desenhou o rosto.

Até chegar aos cabelos.

Olha só que legal ficou o resultado do desenho pela metade.

Independentemente do traço, o que importa aqui, além de se divertir desenhando, é a criança reconhecer que ela tem um rosto e que partes do rosto são estas. A partir disso, é possível nomear cada parte, se for uma criança menor; fazer uma parte exagerada, imitando uma caricatura e se conhecer de um jeito super positivo.

Tem uma outra brincadeira de desenho que também parte do princípio de fazer um autorretrato, que é usar um espelho como base. Assim, como a Patricia Marinho fez com as duas filhas, a Carol, de 12 anos, e a Gabi, de 4.

Sem verruga

Depois de fazer o dela, a Potcho quis fazer o meu retrato com o desenho pela metade. Olha que legal ficou!

E sem a verruga! kkkkkkk.

Se você gosta de propor formas diferentes de estimular o desenho dos seus filhos, te convido a clicar aqui e ler os posts que já escrevemos com dicas de atividades para várias idades, de 3 a 12 anos!

Para acompanhar nossas dicas de brincar, o melhor jeito é se inscrever na nossa newsletter. Ela é gratuita e você recebe semanalmente um e-mail com nossas novidades e os posts que fazemos aqui, já separados por faixa etária.

+ Seja o primeiro a comentar

Comente

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.