Brincadeira simples para o bebê com água e esponja de banho


Quando estamos com nosso bebê, nem sempre percebemos o que acontece durante uma brincadeira simples, usando materiais que temos em casa. Mas os pequenos até os 3 anos, em média, fazem de 700 a 1000 conexões cerebrais por segundo. E é este movimento que contribui enormemente para seu desenvolvimento no futuro.

Neste post, vou dar a dica de uma brincadeira simples para o bebê. Você pode fazê-la fora de casa, no quintal ou num parque. Ou dentro de casa, aproveitando a hora do banho.

Mas, além disso, vou apontar as várias relações e interações que a Yuyu fez enquanto estava brincando com a mãe dela.

Dessa forma, dá para perceber o quanto uma brincadeira simples para o bebê é, ao mesmo tempo, cheia de importância.

Água e esponja para começar

Tudo começou no final de outra brincadeira que havíamos feito, de jogar as esponjas nos círculos de giz.

Ficamos com as esponjas no chão, como na primeira foto. E havia um baldinho com água “dando sopa” por ali. Resolvi, então, mostrar à Yukari que era possível apagar o giz do chão.

Desta forma, eu pedi à Tiemi, a mãe da Yuyu para mostrar a ela a possibilidade. Primeira dica para você: os bebês, particularmente a partir de 12 meses aprendem demais pela imitação aos adultos que o cercam. Seu exemplo é muito poderoso.

Então, a Yukari foi fazer suas próprias tentativas, a partir do que tinha visto.

Comunicação, processo e conquista

A brincadeira virou, então, um grande laboratório. A Yuyu pode encharcar a esponja, bater no chão, limpar o giz e se divertir.

Cada etapa desta brincadeira simples para o bebê representa raciocínio, teste de causa e efeito, repetição para testar uma hipótese (será que se eu apertar de novo a esponja sai água? Será que se eu passar a esponja novamente no giz, continuará apagando?). Todas estas perguntas, suposições e raciocínio acontecem enquanto seu bebê está brincando, sem percebermos.

Neste vídeo com a brincadeira, você vai ver que a Yukari começa limpando. Então ela resolve limpar outro lugar. Mas ela percebe que esqueceu algo importante para o processo (o balde) e volta para buscar.

Ao mesmo tempo, ela exercita a comunicação, me chamando para acompanhar o que ela está fazendo.

Quando ela consegue espremer a esponja é uma conquista, que ela faz questão de mostrar à mãe. Que vitória a ser compartilhada com quem ela sente confiança.

Tem mais coisas nesta brincadeira simples: você reparou que em determinado momento, a bebê presta atenção numa bolha de sabão? Mas logo em seguida, ela volta a brincar com sua esponja. Esta é uma habilidade muito importante: a capacidade de não se distrair totalmente com um fator externo, lembrar do que estava fazendo e retomar a atividade anterior.

Parece pouco, mas esta habilidade vai permitir, por exemplo, que uma criança não se desconcentre ao fazer uma prova. Que ela saiba retomar o raciocínio, depois de uma interrupção. Será um adulto capaz de seguir um discurso alinhado, mesmo com interferências.

O mais importante é permitir o brincar

Olha, eu escrevi explicando um pouco o que acontece no processo do brincar de um bebê. Mas não é para você passar a ficar estressado, obcecado com o que cada brincadeira está promovendo para seu filho.

Ao contrário, brincar é brincar e ponto. O principal objetivo de uma brincadeira simples para bebês como esta é ser uma brincadeira.

Por isso, só permita que seu filho brinque livremente. Todo o resto vai acontecer. Se mesmo você perceber.

Quinzenalmente, falamos aqui sobre bebês e brincadeiras para eles. Caso você ache que não vai voltar sempre, que tal inscrever-se gratuitamente na nossa Newsletter? Assim, você receberá um e-mail avisando que um novo post chegou por aqui. Fique despreocupado que o e-mail chega somente uma vez por semana!

+ Seja o primeiro a comentar

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.