3 Dicas brincantes para ajudar à adaptação na escola


Eu chorei, em TODAS as três vezes que passei pela adaptação na escola dos meus filhos. Aliás, foram 4, porque o Pocoyo mudou de escola ainda com 3 anos, o que foi uma segunda adaptação escolar.

Eu sou daquelas que conversa com professor no corredor, no supermercado, que checava cada milímetro do corpo das crianças quando voltavam do berçário. Daquelas que quer conhecer os pais dos amigos – tanto para fazer amizade genuína e formar uma rede de apoio, quanto para saber quem são os pais dos amiguinhos dos meus filhos, quanto para trocarmos informações e opiniões sobre a escola.

Para ajudar na adaptação da escola, brincar é uma excelente pedida.

Adaptação na escola depende também dos pais

Tem um artigo super legal da revista Crescer que dá 12 dicas bem bacanas para a adaptação escolar. Está aqui.

Ou se você prefere um texto mais bem-humorado (eu!!!), mas também com conteúdo sério, tem o post da Diiirce que explica com bom humor os dramas e comédias da fase de adaptação na escola.

Nestes dois textos, você vai encontrar informações sobre vários aspectos do que fazer quando seu filho vai para uma escola nova.

Ora, também sou dessas que sabe que escola é preparação para a vida, que meus filhos precisam ser independentes de mim e do meu marido. Por isso, eu sempre chorei por 5 minutos e logo depois achei o máximo eles terem oportunidade de estarem na escola (quantas crianças brasileiras não têm este direito garantido pela Constituição?). Também não fico super estressando as crianças para saber: “o que aconteceu hoje na escola?” Prefiro proporcionar momentos em que eles possam me contar espontaneamente, que enchê-los de perguntas.

Como eu sei que você é como eu, e quer ajudar da melhor forma possível a adaptação na escola do seu filho, neste post, eu quis trazer três dicas brincantes. Sim, a brincadeira funciona nesta situação!

1. Deixe seu filho levar um amigo para a escola

Pode ser um boneco, um carrinho, um brinquedo pequeno que ele goste e que a escola permita. Deixe seu filho levar para a escola, como lembrança de casa. Se possível, um brinquedo que ele goste, mas que se sinta confortável em mostrar aos outros colegas de sala.

2. Brinque para se comunicar com seu filho

Em casa, brinque com ele (de escolinha, por exemplo) ou incentive desenhos para saber o que seu filho está achando da escola. Eu fiquei espantada quando finalmente o Pocoyo me contou sobre sua rotina na escola nova. Ele sempre foi muito econômico nas palavras.

Porém, um dia, ele chamou para brincar de desenhar no vapor do vidro e brincar de escolinha. Foi incrível! Eu conto neste post aqui.

3. Repita uma brincadeira da escola em casa

Então, peça para a professora te ensinar uma música ou brincadeira que ela faz em sala. Repita em casa com seu filho. Assim, ele vai sentir que você gosta das coisas da escola. Isso trará confiança dele no momento de adaptação na escola.

Algumas dicas extras para a adaptação na escola

Antes que seu coração fique muito apertado, tenha certeza que seu filho vai gostar da escola nova. Não importa a idade, o novo sempre dá aquele friozinho na barriga e seu filho vai gostar de saber que você confia no lugar aonde ele irá.

Algumas outras dicas que eu gostei muito e me ajudaram na adaptação na escola dos meus filhos:

Saiba como perguntar e conversar com ele se um jeito mais aberto e acolhedor. Neste link, tem um PDF com dicas e exemplos de perguntas.

Proponha assuntos para que seu filho tenha o que apresentar aos colegas sobre si mesmo. Pode ser desde levar uma mudinha de uma planta comum em sua cidade anterior (em caso de mudança de cidade) ou mesmo algum souvenir do final de semana, como o ingresso usado de algum filme legal que vocês assistiram juntos.

Outro aspecto importante: mantenha sua palavra. Isso inclui deixar claro que você vai embora e não se atrasar para pegá-lo na saída.

E, sempre esteja atento aos sinais do seu filho. Neste momento de adaptação na escola nova é importante prestarmos atenção nas crianças e nelas realmente. Para não vermos fantasmas onde não existem e também para dar atenção devida se algo estiver fora do esperado.

Se você é professor ou educador, eu recomendo a leitura deste artigo da Nova Escola, que dá várias dicas para você lidar com este “bicho difícil” que é o pai e a mãe de um aluno em adaptação.

Fontes de apoio: Leiturinha,

 

Gostou do nosso post com dicas brincantes para ajudar à adaptação na escola? Não esqueça de clicar aqui ou na imagem para receber o PDF com dicas e exemplos de perguntas para como perguntar e conversar com seu filho de um jeito mais aberto e acolhedor.

+ Seja o primeiro a comentar

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.