10 jogos simbólicos que estimulam a criatividade


Nosso post de hoje é sobre 10 jogos simbólicos que estimulam a criatividade. Talvez você não conheça a expressão “jogo simbólico”, mas sabe o que são os jogos de faz de conta, de imaginação ou imitação. Então, podemos dizer que são a mesma coisa. Jogos simbólicos é uma expressão usada por Piaget, um cientista suíço que revolucionou a forma como era encarada a educação de crianças na segunda metade do século 20. Para ele, esses jogos são um modo da criança assimilar a realidade. Por exemplo, quando as crianças brincam de casinha ou de escolinha, elas estão vivenciando suas experiências e criando novas cenas também.

Aliás, se você quiser saber mais sobre esse assunto, clique aqui e assista a um vídeo com o professor Lino de Macedo, da Faculdade de Educação da USP, que fala do simbolismo presente nos jogos e brincadeiras infantis, na teoria de Jean Piaget. É um vídeo de 30 minutos, mas vale a pena para quem tem filhos de diferentes idades.

Bom, da teoria para a prática, bóra conferir os nossos 10 jogos simbólicos que estimulam a criatividade?

01 – Faz de conta para bebês

A Patricia Marinho escreveu o post “Quando começa a brincadeira de faz de conta?” quando a Gabriela, sua filha mais nova, tinha 2 anos. No post, ela mostra a Gabi brincando de fazer comidinha, de falar ao telefone e dar banho na boneca. Muitas vezes podemos pensar, mas isso é tão simples. Sim, é super simples, mas tem um impacto grande no desenvolvimento da criatividade nas crianças. No post, a Patricia mostra que o papel do adulto nessa brincadeira, ainda mais quando as crianças são tão pequenas, é estimular e participar. Clique aqui para ver.

02 – Hoje, sou sorveteira!

Um dia a criança é a professora, no outro é bombeira, depois trabalha no escritório a mamãe. Isso é faz de conta! Um exemplo bem divertido é essa brincadeira que a Patricia Marinho fez com a Gabi, montando uma sorveteria em casa. Usando papel papel colorido e fita adesiva, a Gabi virou a sorveteira da casa e não apenas fez o sorvete, como vendeu seu produto para a família. Olha a criatividade em ação!

Assim, vivendo uma realidade diferente da sua, a criança aprende a exercer outros papeis e a desenvolver a linguagem. Esse é um dos nossos jogos simbólicos que estimulam a criatividade bem simples de fazer e que contribui muito para o desenvolvimento das crianças.

Se você quiser mais ideias de como brincar de faz de conta com profissões, temos mais estes posts aqui: 10 maneiras divertidas de brincar de profissõesGincana das profissões para crianças.

03 – Vamos cuidar do ursinho?

Lembra que falamos que os jogos simbólicos são importantes para as crianças recriarem a sua realidade? Então, nessa ideia aqui temos duas ações super importantes: criatividade para recriar a realidade e ajudar na compreensão para recriar uma situação desconfortável para a criança como, por exemplo, o medo de ir ao médico ou passar por tratamentos?

Essa reportagem aqui, mostra como funciona o Hospital do Ursinho na Universidade de Passo Fundo, uma ação da IFMSA – International Federation of Medical Students Associations, uma ONG que representa associações de estudantes de medicina de todo o mundo.

A ideia é simples e você pode adaptar para fazer em casa mesmo. Seja seu filho que ficou doente ou algum parente ou amiguinho, ajude a criança a jogar esse jogo simbólico, como o Hospital do Ursinho. Pegue um bichinho de pelúcia, examinem ele juntos, deixe que a criança seja o médico, o pai ou mãe do ursinho, ou até se ela quiser ser o ursinho. Fale sobre cuidados, tratamentos, tudo de um jeito lúdico e respeitando o tempo e o interessa criança. Ajude e incentive, separando um kit médico de brincar – caso você tenha, além de faixas, esparadrapo, compridos feitos com papel amassado, papel para a receita etc.

04 – Que personagem eu serei?

A Patcamargo escreveu um post com “Dicas para transformar a leitura em uma brincadeira fabulosa” e é de lá que vem a ideia para mais essa brincadeira entre os nosso jogos simbólicos que estimulam a criatividade. Clique aqui para ver como a Pat ensina como podemos estimular a criatividade das crianças oferecendo livros para que elas contem as histórias. Ah, mas meu filho ainda não sabe ler. Não tem problema! Vocês podem usar um livro apenas com imagens e ele inventa as histórias, ou você traz para a brincadeira dedoches e fantoches. Que tal?

Se você quer mais dicas de como brincar de faz de conta usando os livros. clique aqui para ler a nossa entrevista com a Patricia Auerbach, autora e ilustradora de livros infantis, arte-educadora e uma mãe que adora brincar.

05 – Monstros S.A.

No filme, os personagens têm a missão de assustar as crianças durante o sono para armazenar seus gritos e gerar energia para manter a fábrica onde trabalham. O filme não é nada assustador, mas muito divertido e fofo! Porém, monstros e pesadelos assombram as crianças, não é mesmo?

As crianças sentem medo e, com a PatCamargo descreve bem neste post aqui, não adianta dizer para as crianças que foi só um sonho, que não é real. Elas precisam ser confortadas e podem receber nossa ajuda por meio de mais um jogo simbólico. Clique aqui para ler o post e veja os jogos ou atividades que a Pat propõe como, por exemplo, transformar o pesadelo em história boa. Um jeito criativo de resolver o problema que é lidar com os pesadelos.

06 – Hora do chá

Você tem o costume de tomar um café a tarde com a família saboreando aquele bolinho gostoso? Ou ia a casa de amigos tomar um café e papear (pelo menos antes da pandemia?). Saiba que as crianças observam isso. Elas veem os adultos comendo e conversando, rindo ou cochichando, dividindo sua rotina e segredos.

Então, que tal promover uma hora do chá para seus filhos ou os amiguinhos e entrar na brincadeira? Você deixa que a criança escolha qual o papel que ela fará: do papai, da mamãe, do irmão ou irmã, da funcionária que trabalha na sua casa. Seja lá quem for, vocês preparam a mesa e tem que agir cada um no seu papel. Assim, estimulamos a criatividade da criança, afinal ela terá que imitar a voz, os trejeitos, as palavras mais usadas por aquela pessoa.

Aliás, se você quiser incrementar, deixe até que as crianças usem roupas ou acessórios do “personagem”. Além do benefício da criatividade, essa brincadeira pode ser muito boa para você, pois pelo faz de conta ela pode revelar até como te vê e como vê as outras pessoas. E isso pode te ajudar a refletir sobre algo que está fazendo. Afinal, a criança está imitando você e pode ser algo que, efetivamente,  você não tinha a intenção de ensinar.

Para que sua Hora do chá com as crianças seja lúdica e divertida, vimos algumas ideias no site The Spruce. O site está em inglês, mas você pode usar o Google Tradutor para ver as ideias de brincadeiras que eles postaram.

Ah! Uma última observação. Hora do chá é para meninos e meninas. É muito comum, quando procuramos o tema na Internet, encontrarmos apenas fotos de mulheres ou meninas brincando. Mas, seja hora do chá, do hambúrguer, da pizza ou do churrasco,  a brincadeira sempre é para todos =)

07 – Minha cidade

Aqui, no Tempojunto, nós amamos material reciclável ou sucata. Damos vida a rolinhos de papel higiênico, pregadores quebrados, toquinhos de lápis de cor e muitas outras coisas. Portanto, quando temos à disposição uma caixa grande de papelão, é hora de fazer a festa! Mas o que isso tem a ver com jogos simbólicos e criatividade?

Muito! Olha essa brincadeira incrível que vimos no site picklebums onde eles mostram como criar uma cidade com uma caixa de papelão. As crianças exercitam a criatividade, a noção espacial e até o senso de cidadania, pois podem definir o que terá na cidade delas. Praças, lugares para brincar, escolas. Pode escolher quem comandará a cidade, quem vai cuidar das escolas. É um jogo simbólico encantador!

 

08 – Super-herói

Brincar de super-herói faz parte da infância e é parte importante do seu mundo imaginário e do seu desenvolvimento. Então, quando nos lembramos que os jogos simbólicos são uma forma de recriar a realidade, o que os super-heróis têm a ver com isso? Afinal, as aventuras deles não são reais.

Bom, mais ou menos, não é? Simbolicamente, os super-heróis enfrentam os inimigos que destroem as cidades, roubam, perseguem pessoas etc. E, simbolicamente, quando a criança brinca assim, ela lida com seus medos, seus atos de coragem, enfrenta desafios, defende seus ideais. Para isso é preciso muita criatividade e imaginação.

Então, bóra deixar as crianças brincarem de super-heróis? Seja com fantasias prontas ou com algo que elas criem, aproveite aqui as nossas 10 maneiras de brincar de super-herói e deixe o Homem-Aranha ou a Mulher Maravilha da sua casa sair por ai salvando a cidade!

09 – Super-herói sem capa e fantasia

Como assim? Neste post aqui, a Patcamargo mostra seu filho mais velho, o Pocoyo, salvando vários dinossauros que estavam em perigo e precisavam ser resgatados com urgência da ilha onde estavam. Então, o super-herói dessa missão precisava levar os dinossauros de volta para o continente, pois lá um santuário dos animais. Uau! Quanta criatividade e imaginação =)

O Pocoyo não estava usando capa, escudo ou fantasia. Mas estava cheio de coragem, responsabilidade e criando estratégias como um super-herói. Ele estava jogando um jogo simbólico, recriando uma situação, vivendo algo que não faz parte do dia a dia. O post tem todos os detalhes e inclui a emoção da Pat, mãe orgulhosa, por ver o filho agir como um verdadeiro agente de salvamento.

dinossauros

10 –  Brincar de casinha

Talvez esse seja o jogo de faz de conta mais conhecido que existe. Tem a comidinha, que pode ser comprada pronta ou feita em casa (igual a vida real rsrs), tem a limpeza, tem os bebês para cuidar, tem o cachorrinho para cuidar e levar para passear. Brincar de casinha é importante e faz bem para o desenvolvimento das crianças. É por meio desse e de outros jogos simbólicos que as crianças representam outros papeis (do pai, da mãe, da vovó ou vovô, dos irmãos), imitam a realidade de coisas do cotidiano, expressam sentimentos e usam sua criatividade ao máximo para resolver problemas, criar regras ou recriar a “casinha imaginária” delas. 

Outro fator muito interessante é, como explicamos na brincadeira da hora do chá, aqui não tem atividade de menino ou de menina. Hoje, o brincar de casinha coloca o menino cuidando dos bebês e a menina chegando do escritório, ou os dois juntos preparando o jantar. A Patcamargo fala sobre a importância dos pais entenderem mais sobre esse assunto aqui neste post.

Então, deixe as crianças brincarem de casinha. Você pode até facilitar, deixando alguns itens para que façam a comidinha, pergunte se já não é a hora de trocar a fralda ou dar mamadeira para a boneca, chame para varrer a casinha. Ah! Que tal ajudá-las a criar a própria comidinha – de mentira, claro!

Gostou dos nossos 10 jogos simbólicos que estimulam a criatividade? E por falar nisso, o Tempojunto tem a Semana da Criatividade na Infância. Uma semana com todas as informações que você precisa para, na prática, incentivar a criatividade do seu filho em direção a todas as áreas do conhecimento. Se você se interessou pelo conteúdo deste post, certamente irá aproveitar a Semana da Criatividade.

+ Seja o primeiro a comentar

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.