Mostrar a rotina das crianças na forma de brincadeira deixa tudo mais simples


Rotina é algo importante na vida da criança. Eu (aqui é a Patcamargo) senti isso na pele quando era criança porque em casa muitas vezes a rotina era quebrada e as coisas ficavam confusas. Claro que a gente sobrevive. Mas eu aprendi depois de me tornar mãe que explicar a rotina das crianças de um jeito simples e visual ajuda muito a deixá-las mais tranquilas e menos ansiosas.

Em casa, a rotina das crianças sempre esteve em formato de calendário. Quando eles eram pequenos, eu usava desenhos, cores, fotografias e adesivos colados nos dias para representar tanto as principais atividades e eventos, quanto as tarefas importantes que não poderiam ser esquecidas. E meus filhos é quem desenhavam, escolhiam as cores ou as figuras para montar o calendário do mês.

Hoje em dia, usamos palavras (eles já escrevem), mas também continuamos com cores e figuras. Especialmente no calendário de férias, quando escolhemos passeios e brincadeiras para preencher o dia. É um tempo junto super gostoso que passamos decidindo as prioridades da família.

Relógio e tarefas

Mas eu nunca escrevi sobre isso aqui no Tempojunto porque a relação entre “organização”, “tarefas” e “brincar” para mim era muito distante. Ledo engano! Mas foram duas leitoras nossas – a Fernanda Nichii e a Deise Farias Marco Capponi – que me inspiraram a trazer este tema para cá. E eu descobri que, sim, apresentar a rotina das crianças na forma de brincadeira é muito mais divertido!

Olha só que legal o vídeo que a Deise nos mandou, contando sua experiência.

Demais como um simples calendário de papel pode ser tão divertido!

Já a Fernanda nos mandou esta lista de atividades que os filhos precisam fazer no dia a dia, que achei incrível. Foi mega sucesso também quando publicamos no Facebook e no Instagram. Quando as atividades acabam, eles viram a lista e já está pronta para um novo dia!

Além do calendário, se acostumar com as horas também é algo que as crianças (por menos que a gente queira) precisam aprender. Em geral, com 7 ou 8 anos, o relógio se torna mais presente, porque eles precisam começar a se organizar melhor para terem tempo. Alguns até já começam a ir em compromissos sozinhos, ou caminham até a escola e ter noção de hora e de tempo é importante.

Eu ainda não brinquei de horas e relógios em casa, mas preciso começar, pois o Pocoyo já tem 8 anos e às vezes ele ainda se perde com essa questão de 60 minutos é maior ou menor que 1 hora. Então pesquisei algumas coisas.

Brincadeira e aprendizado

Olha só que legais estas duas sugestões de jogos feitos a partir dos números do relógio analógico e com ponteiros: um dominó e um de memória. Boa né? Ambos da MathThech Connections. Eu gostei e vou fazer em casa.

Outra ideia legal é esta da SecondGradePerks. Este relógio analógico, em que você abre a janelinha e começa a relacionar os números com os minutos.

Acho que vai ser bem legal fazer isso com meus filhos. E você? Tem alguma outra ideia de formas de mostrar rotina, dias e horas para as crianças? Escreve prá mim, que eu quero testar tudo!

Ah! E se você é novo por aqui, te convido a se inscrever na nossa Newsletter. É grátis, viu? E você recebe semanalmente – como um relógio! – nossas novidades e brincadeiras separadas por idade.

+ Seja o primeiro a comentar

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.