A importância do brincar na voz dos especialistas


A alma do Tempojunto é a importância do brincar. Fazendo uma busca via Google, descobri que as pessoas perguntam por que a brincadeira é importante. Também se questionam quais são os benefícios das brincadeiras e o que se aprende brincando.

Se você nos segue a mais tempo sabe que em cada post com sugestão de brincadeira nós respondemos a estas perguntas. Sempre com os olhos voltados para os pais, para a qualidade do tempo que nós temos com nossos filhos. E como tudo isso contribui enormemente para o desenvolvimento das crianças.

Mas se você nos conheceu agora, por causa do título deste post, certamente quer entender a importância do brincar sob vários aspectos. Eu te entendo. A gente quer o melhor para nossos filhos certo? Reunimos, então, aqui um pediatra, uma psicanalista e uma jornalista, que durante muitos anos tratou sobre desenvolvimento infantil.

Então, são eles que contam aqui um pouco da sua experiência.

Onde a brincadeira está no séc.XXI

Neste nosso século, neste mundo, qual o papel da criança. Estamos vivendo uma sociedade apressada, que também quer apressar a infância. Não dá mais tempo de ser criança, porque é preciso se preparar para o mercado de trabalho e para os desafios da carreira.

E nos perguntamos: onde a brincadeira vai caber? “Se a gente quer formar seres humanos, tem que haver o brincar. Porque brincar é condição da formação da humanidade”, explica Vera Iaconelli, Psicanalista e doutora em psicologia, colunista da Folha de S.Paulo, diretora do Instituto Gerar, que tem como objetivo promover, oferecer tratamento e desenvolver pesquisas no âmbito da perinatalidade e da parentalidade.

Na entrevista que deu para o Tempojunto, Vera explicou como o brincar não está só restrito à criança, mas vai se deslocando para outras funções, conforme crescemos, que se transformam no trabalho do adulto. Leia este papo riquíssimo clicando no link.

Vamos ouvir as crianças

Independentemente dos benefícios da brincadeira para as crianças, há um benefício para os pais que tem tudo a ver com os dias de hoje. A jornalista Inês de Castro conta que brincar é a melhor forma de percebermos nossos filhos. De os compreendermos e ouvir o que eles querem nos dizer. Especialmente na primeira infância, o período que vai do nascimento aos 6 anos.

E durante 7 anos, ela esteve à frente do quadro “Seus Filhos” da rádio, juntamente com a psicóloga Rosely Sayão. De lá, uma característica da gente, pais modernos, que Inês observou é que a gente fala muito.

“Estamos cercados por muita informação que acaba, elevando as coisas a uma potência muito grande. Acaba que tudo vira um drama”, explica a jornalista. Ela também contou sobre sua percepção que nós pais fazemos muito relatório. Ou seja, na hora do diálogo só nós queremos falar, esclarecer, explicar as coisas para nossos filhos, como um interminável relatório profissional.

Confira o que mais a Inês tem a dizer sobre a importância do brincar no post que fizemos.

Um santo remédio contra a desigualdade

Já o pediatra Daniel Becker explica porque a brincadeira é fundamental para a saúde física e mental. “Tanto das crianças, como dos adultos”, conta.

“Brincando a criança aprende coisas que ninguém mais pode ensinar a ela”, afirma o pediatra. E continua. “Uma criança que brinca no parque com amigos vai aprender a negociar, interagir, ter empatia, ouvir o outro. Ela também, se fará ouvir, avaliar riscos, resolver problemas, desenvolver coragem, autorregulação, auto estímulo, criatividade, imaginação”.

Na conversa com o Tempojunto, Daniel fala ainda sobre a agenda lotada das crianças e sobre como é possível reduzir desigualdades pela brincadeira. No final, ele conclui que a criança que pode brincar será o adulto que sabe viver.

Desta forma, eu te convido para assistir toda a entrevista dele (aproveita o final de semana), que está ótima. O link é este aqui.

Espero que você aproveite o conteúdo destas entrevistas e consiga responder às perguntas do início deste post. Aproveito para falar da nossa Newsletter, o canal de comunicação semanal da gente com você. É gratuito e você tem nossas novidades em seu e-mail. Fácil, fácil de consultar. Basta clicar e se inscrever.

+ Seja o primeiro a comentar

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.