7 dicas para saber como elogiar o seu filho do jeito certo


Todos nós gostamos de um elogio. Nossos filhos também. Entretanto, saber como elogiar seu filho é importante para estimularmos a auto-estima das crianças e a capacidade de persistir, aprender com os erros, não ser arrogante e nem desistir diante de um desafio maior.

Nossa! Mais uma coisa que tenho que aprender? Olha, sendo sincera, aprender a elogiar as crianças promoveu uma mudança em mim (que sempre fui elogiada de uma maneira superficial) e me fez olhar para mim mesma de uma forma mais saudável e sem culpa. Ou seja, vale o esforço pelos nossos filhos e por nós mesmos.

Pesquisadores apontaram que ao elogiar o tempo inteiro ou quando elogiamos somente a inteligência do nosso filho, acabamos mais prejudicando que ajudando.

O estudo mais comentado sobre como elogiar seu filho corretamente é de autoria da Dra. Carol Dweck, especialista em como o cérebro trabalha com motivação para determinar o sucesso em um desafio.

O estudo analisou 400 crianças. Todas foram solicitadas a montar um quebra-cabeças. Ao finalizar, metade foi elogiada por ser inteligente. A outra parte recebeu elogios por seu esforço e determinação em completar a tarefa.

Em seguida, foi dada às crianças um desafio mais complexo que o primeiro. Elas poderia escolher em fazê-lo ou não. De forma geral, as crianças elogiadas pela inteligência preferiram deixar o desafio. Ao contrário das outras, que aceitaram tentar resolver a questão proposta.

Dra. Carol Dweck

Como elogiar seu filho para que ele siga em frente

A conclusão do estudo é que as crianças elogiadas somente pela inteligência de um lado se acomodaram com a situação. De outro, não quiseram o novo desafio para não correr o risco de perder o “status” de inteligente.

Já as outras crianças, se sentiram motivadas justamente porque o elogio foi para o concreto; o esforço. E não para o resultado final.

Muitos pais acreditam que elogiar a inteligência do filho é importante para que ele acredite que é inteligente e por isso vá melhor na escola. Entretanto, “inteligente”, da mesma forma que “bonito”, “lindo”, “ótimo” são todos adjetivos que partem da visão do adulto. E uma visão abstrata, que depende do gosto ou de uma opinião.

Elogios assim fazem a criança ficar presa a uma imagem de si mesma que ela vai querer manter a todo custo.

Elogiar do jeito certo é treino

Pode parecer difícil sair do hábito que temos de elogiar superficialmente ou sem dar a devida atenção. Mas a gente tem algumas dicas aqui que vão ajudar no seu processo:

1 – Agradeça de acordo com o que foi feito

No dia-a-dia, as atividades como concluir a lição de casa, levar o prato para a pia ou terminar toda a refeição não precisa de elogios efusivos. Basta um “muito obrigado”. Para que o elogio seja algo valorizado por seu filho.

Quando as crianças percebem que tudo que fazem é super elogiado, você passa a impressão que não é preciso esforço, que “qualquer coisa está bom para o papai e a mamãe”, desmotivando a criança a seguir tentando.

Além disso, elogios excessivos acabam sendo vazios e não ajudam no desenvolvimento saudável dos filhos. O elogio excessivo pode, até mesmo, colaborar para que uma criança não aceite uma correção quando necessário. Ou seja, quando estiver errada, certamente terá dificuldade de ser orientada em suas atitudes.

2 – Elogie um ponto específico, em lugar de dar um elogio genérico

Quando usamos o elogio “genérico” corremos o risco de voltar ao primeiro tópico deste post. Ou seja, nos basearmos no nosso “achismo”, na nossa visão, em lugar do fato, do concreto, do paupável.

Por isso, quando for elogiar pense um pouco: o que de fato aconteceu para que o que seu filho fez merecesse seu elogio? Qual foi o fato que chamou sua atenção? Talvez exemplo ajudem a entender:

Para crianças pequenas, até 4 anos, você pode dizer, por exemplo, “gostei que você usou o papel todo no desenho”; “você pintou com cores diferentes desta vez”; “percebi que você se concentrou bastante para terminar este quebra-cabeças”; “eu notei que você cantou a letra certinha da música”.

Já Para crianças entre 5 e 8, 9 anos, você pode destacar “você foi sincero na opinião sobre este assunto”; “que bom que você conseguiu se esforçar e concluir este exercício mais complexo”; “obrigada por me contar o que está sentindo. É importante para mim”; “eu vi que para chegar a este resultado, você tentou várias vezes e não desistiu quando não deu certo”.

Ou seja, você vai apontar aspectos concretos também e valorizar o caminho percorrido até o resultado.

Quando forem maiores, até 12 anos, os elogios ficam mais elaborados também: “seu trabalho sobre o mundo egípcio foi muito consistente. Deu para perceber que você procurou estudar e entender os diferentes lados desse assunto”; “eu vi pelos exercícios da prova (e não pela nota), que você compreendeu o assunto que o professor ensinou”; “você estava graciosa na apresentação de dança”.

A revista Pais e Filhos listou 29 frases que você pode usar como alternativas ao tradicional “muito bom”.

3 – Evite elogiar a inteligência

Inteligência é uma coisa diversa, dinâmica e distinta. Existem várias inteligências. Alguns dizem 7 outros 9. Mas, todos nós temos todas elas, mas as pessoas tendem a se destacar em uma ou outra ao longo da vida.

Muitas vezes, tendemos a dizer: “Como você é inteligente”, diante de uma tarefa escolar bem feita.

Porém, não apenas esse elogio traz como consequência o medo de decepcionar, como induz a crença de que só existe um determinado tipo de inteligência. Então, como elogiar seu filho neste caso?

Faça o exercício de observar seu filho. Você irá perceber em quais aspectos ele se destaca mais, ou tem mais facilidade.

E se você quiser se referir à capacidade de aprendizado, antes de tudo aponte positivamente o esforço para aprender. A atenção, o raciocínio, a persistência.

Em segundo lugar, a inteligência por definição da palavra é a capacidade de entender, pensar, raciocinar e interpretar; é o entendimento de alguma coisa.

Portanto, no momento de como elogiar seu filho, use estas características que são mais concretas.

Permita que seu filho sonhe com o futuro

4 – Procure elogiar o concreto

O elogios pelo esforço feito mantém as crianças fazendo a tarefa. Os elogios pela inteligência que demonstram as faz desistir!

E se elas conseguirem realizar alguma coisa muito fácil, em lugar de dizer que queremos que as coisas simples sejam perfeitas, vamos dizer “nossa, eu não sabia que você já conseguia isso. Na próxima vez vou pedir alguma coisa mais difícil”.

Esses elogios são baseados em coisas reais, em coisas que seu filho realmente fez e não em impressões vazias, que contribuem para que ele possa repetir esses comportamentos positivos.

5 – Elogie a perseverança, concentração e continuidade

Isso vai ajudar a fazer com as crianças desenvolvam competências importantes para a vida.

6 – Ensine seus filhos que tudo é possível

Sim, eu entendo que não vamos conseguir tudo que queremos sempre. Faz parte da vida. Entretanto, seu filho precisa saber que perseguir um sonho, um desejo é possível para qualquer pessoa.

A elogiar um sonho do seu filho, você o encoraja a conquistá-lo. Elogie os momentos em que seu filho se permitir sonhar, planejar sua vida e seu futuro.

7 – Como elogiar seu filho também passa por conhecê-lo

Seu filho é quem ele é e não quem você idealizou. Ele pode enxergar o mundo de modo diferente do seu. Ele tem personalidade: tímido, extrovertido, crítico… E cada filho é de um jeito. Respeite essas características na hora de elogiar as crianças e não crie padrões com base no que você esperaria que as coisas fossem, mas sim como elas são.

Se você quer receber mais informação sobre o desenvolvimento do seu filho e como você pode usar a brincadeira no seu dia a dia, inscreva-se nossa Newsletter e receba gratuitamente um e-mail semanal com nossas dicas e atualizações!

+ Seja o primeiro a comentar

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.