7 ferramentas para lidar com o cansaço mental


Cansaço é uma palavra que invariavelmente entra no dicionário de quem tem filhos. Mas tem um cansaço que é invisível: o cansaço mental.

Esgotamento ou cansaço mental é aquele que está relacionado a estarmos constantemente usando nosso cérebro com tarefas invisíveis.

É este cansaço que traz efeitos físicos, mas principalmente efeitos emocionais relacionados à culpa por sermos incapazes de realizar tudo o que programamos e desejamos fazer num espaço de tempo limitado.

Cansaço mental também se relaciona com a culpa

A gente sente um esgotamento desde o começo do dia, mas como não sabemos de onde vem, ou a gente acha que é frescura nossa – e empurramos o restante do dia.

Isso acontece no ambiente de trabalho. Por exemplo, ao não conseguirmos nos concentrar, porque temos uma lista de coisas na cabeça para fazer. Ou quando para concluir um trabalho, você passa o dia buscando informações com diferentes pessoas, em vários departamentos, e no final, você não escreveu uma linha do que precisava.

Ou em casa, por exemplo, quando você vai fazer o jantar. Mas antes disso, você precisou em algum momento decidir o cardápio, ver quais ingredientes havia em casa, programar a compra do que falta; ir comprar ou pedir para alguém comprar. E estar com tudo ok para o momento de começar a cozinhar.

Tudo isso gera uma carga mental. E a carga mental fica com a gente quando não queremos, não conseguimos ou não podemos “largar o osso” de pequenas tarefas. É diferente do cansaço físico ou da rotina.

Dicas para reduzir o cansaço mental

Vale falar que nós já fizemos dois outros vídeos sobre cansaço. Um deles trazem 7 passos para aliviar o cansaço na rotina com os filhos.

É para ajudar a reduzir este tipo de cansaço que trouxemos 7 maneiras práticas que aprendemos com a Juliana e a Lia do @fatigatis. Elas criaram o projeto para discutir, ajudar e mudar a realidade do cansaço materno. Elas fizeram uma live conosco no Instagram, e as ideias são muito boas!

Aqui no site, claro, tem uma misturinha de Tempojunto nas dicas 🙂

Prioridade e abrir mão

1 – Criar a “Coluna de Ninguém”

Quando na distribuição das tarefas da casa, colocamos uma coluna das tarefas que ninguém vai fazer e está todo mundo confortável com isso.

2 – Estabelecer o Dia Coringa

Um dia para resolver todas as coisas chatas que a gente sempre empurra com a barriga. Ao resolver estas coisinhas, nossa cabeça fica mais leve.

3 – Delegar as tarefas da casa

E para ajudar nisso, tem aqui embaixo a nossa lista com as atividades que as crianças já podem fazer, separadas por faixa etária.

4 – O que te energiza

Ora, seja um bom banho, ler, dançar pela casa, cantar bem alto. Ou meditar, montar um quebra cabeça ou correr. Descubra o que traz sua energia de volta e pratique com frequência.

Livre-se do cansaço mental e ganhe tempo de qualidade com os filhos

5 – Lista Tah-Dah!

Pois esta é aquela lista de coisas que você cumpriu no dia. Para celebrar mesmo. Aprenda a celebrar aquilo que voc6e realizou no dia. Mesmo sendo invisível para as outras pessoas.

6 – Dar Conta para Abrir Mão

Então, vou contar um segredo. É impossível dar conta de tudo. Portanto, abra mão sem culpa quando algo não sair como planejado. Ao cobrar-se menos, você escolhe o que é mais importante.

7 – Sem remédio, remediado está

E tem o velho e bom ditado “sem remédio, remediado está”. Se não há como dar jeito, melhor assumir isso e partir para outra.

Mas o que isso tem a ver com tempo de qualidade com os filhos? Tudo, porque ao estarmos mentalmente cansados, deixamos de ter energia até para os nossos filhos.

Bóra deixar o carga mental no seu devido lugar e dar um tempo para nosso cérebro relaxar e descansar.

+ Seja o primeiro a comentar

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.