Dicas para transformar a leitura em uma brincadeira fabulosa


By patcamargo

A gente sabe o quanto a leitura é importante para a formação da criança e do jovem. E ler para seu filho é uma atividade que dá para fazer desde que ele nasce. E a gente pode fazer desde momento um tempojunto mais divertido com estas dicas para transformar a leitura em uma brincadeira.

Em casa, o Pocoyo, a Cururuca e a Potchochenca são fãs de livros. E toda noite faz parte da rotina de dormir ler um livro de histórias. Mas tem dias que eu quero fazer alguma coisa diferente, para sair um pouco da mesmice. Então, eu fui criando alguns complementos que deixam a hora da leitura mais deliciosa e divertida.

Lanterna

Eu apago as luzes do quarto e ligo uma lanterna iluminando as páginas do livro. Em geral, escolho uma história de suspense como O Grúfalo, ou O Filho do Grúfalo, ou Onde está o Monstro. Também pode ser uma história de terror, como Bruxa, Bruxa, venha à minha festa.

leitura em uma brincadeira - lanterna

As crianças adoram o escuro e ficam dando aqueles gritinhos enquanto eu leio e viro cada página!

Entonação de voz e interpretação

Não precisa ser artista, mas é possível transformar a leitura em uma brincadeira interessante se você variar a voz. A mais fininha para a borboletinha, a mais grossa para o gigante. Eu, às vezes, faço mais engraçado ainda e o lobo mau ganha uma voz bem levinha, quase de bebê, enquanto a princesa fica parecendo um ogro de tão esquisita a voz.

Uma mesma história ganha novas conotações com vozes diferentes e a criança aprende a sair de estereótipos e deixar sempre a cabeça aberta para as novidades.

leitura em uma brincadeira - interpretação

Quando eu conheço o livro (o que é fácil, já que as crianças pedem a mesma história repetidas vezes), eu me atrevo a acrescentar caras e bocas durante a minha contação. Isso ajuda a criar o clima e deixa as crianças mais atentas ao que você está lendo.

Dedoches

Este é outro recurso que funciona muito bem. E não precisa ser o dedoche correspondente à história. Qualquer dedoche pode ser o narrador do livro. Em casa eu tenho do leão, do palhaço e do apresentador do circo. Também uso um fantoche de minhoca que é bem alegre! Eles se revezam na leitura.

leitura em uma brincadeira - dedoches

Você também pode usar um boneco que seu filho tenha para ser o leitor da noite. Quando você menos esperar, as crianças estarão interagindo com o boneco e vão até esquecer que você é quem está contando na verdade. Aproveita e fale você também com o “ilustre narrador”.

Eles contam a história

Eu garanto que vai acontecer de um dia seus filhos pedirem para ler a história no seu lugar. O que fazer? Deixe! Escolham juntos o livro. Se for um sem palavras (só com ilustração) fica mais fácil para criar uma história. Mas os livros com palavras também são ótimos.

Eu sento no lugar que meus filhos normalmente ficam para me ouvir e eles tomam o meu lugar. E não é que a história sai certinha? Parece que estão lendo de verdade! Tem dia que todos querem contar a sua, mas eu divido porque, se não, o tempo passa e a hora de dormir atrasa muito.

Foto: www.personalcreations.com http://bit.ly/1aOB0W0

Foto: www.personalcreations.com http://bit.ly/1aOB0W0

É o máximo ver como eles se esforçam em contar a história da forma que ouviram, ou como eles imitam algumas coisas do meu jeito de contar. O Pocoyo, que já está com 5 anos, coloca sua própria maneira de ler e fica fofo demais! As meninas prestam tanta atenção nele, como prestam em mim. Acho isso uma tremenda forma de respeitar o outro, mesmo não sendo um adulto.

Eu vou colocar aqui outras dicas de livros que a Patricia Marinho já postou no blog porque ela tem a Carol em casa, que é mais velha que os meus filhos e já lê mesmo na hora da história:

Suriléia Mãe Monstrinha

Romeu e Julieta

Fábulas para Sonhar

O objeto que acompanha a leitura

Quando eu fiz o curso de contadora de histórias, aprendi alguns truques que servem também para transformar a leitura em uma brincadeira. Um deles é trazer um objeto que funciona como chamariz ou “personagem alternativo” em determinadas partes do livro.

leitura em uma brincadeira - personagem

Explico melhor. Um livro infantil tem muitas repetições. Por exemplo, a frase “Bruxa, bruxa, venha à minha festa” ou “Eu sou um bolinho, redondo e fofinho”, ou até “E soprou e bufou”. Então eu trago, por exemplo, um lencinho. E cada vez que leio a frase, balanço o lencinho e peço para as crianças fazerem o mesmo movimento.

Funciona também com histórias mais tradicionais. Neste caso, o objeto pode aparecer sempre que o personagem principal faz alguma coisa importante. Experimente bater uma moedinha no chão cada vez que a Mônica dá uma coelhada no Cebolinha.

Em casa, meus filhos fixam muito mais rápido uma história com gestos ou objetos alternativos.

Todas estas dicas ajudam a concentrar e acalmar, quando a criança está agitada, ou quando ela só ouve a história.

post_link_parceiros

2 Comentários

Deixe sua opinião

+ Deixe seu comentário