Um dia de brincadeiras com seus filhos


Hoje é terça de carnaval e estou passando o dia inteiro com a Carol e a Gabi. Resolvi contar para vocês como eu organizo um dia como esse para que ele seja interessante para todo mundo e a gente não enfrente (muito) aquele momento do “que tédio” no caso da Carol, ou o “e agora o que eu faço com esta criança?” no caso da Gabi. Minha ideia é mostrar como um pouco de planejamento pode ajudar a organizar um dia de brincadeiras com seus filhos.

Antes que você fique aí pensando “nossa, tenho tanta coisa para pensar, e ainda tenho que planejar o dia de brincadeiras com as crianças???” (como se a gente não tivesse tarefa demais na costas), deixa eu dizer duas coisas.

Primeiro, não, não é verdade que todos os dias brincantes precisam ser planejados. Deixar a criança inventar o que quer fazer, de um lado, e simplesmente pensar em atividades espontaneamente conforme a situação, também funciona. Só que dois anos de prática cotidiana de brincar me levaram a descobrir que o planejamento, ao invés de atrapalhar, ajuda! Quando você tem um repertório maior de brincadeiras, e prepara sua casa com os materiais corretos, fica mais fácil brincar, principalmente com crianças pequenas, até os 6 anos.

A outra coisa é que é claro que você pode ocupar o dia com um lindo passeio. Mas mesmo que você passe o dia fora, no parque, no zoológico, no museu, saber entreter as crianças em alguns momentos é importante. Como no engarrafamento da ida ou da vinda ou no restaurante.  De qualquer maneira, o foco deste post não é um dia especial, em que aconteçam programas. Mas sim, um dia em que você vai passar 4, 5, 6 horas em casa com os filhos e não gostaria que eles ficassem o tempo todo assistindo TV ou brincando no celular.

Aqui em casa, apesar da diferença de idade entre as meninas ser grande, em geral a Carol gosta de participar das brincadeiras diferentes que faço com a Gabi. Além disso, mal ou bem a Carol tem autonomia para pensar nas suas próprias distrações. Por isso, começo o meu planejamento pensando na Gabi e tento pensar em coisas que vão interessar para a irmã mais velha também, como foi o caso da brincadeira sensorial com maisena e água.

Como eu devo sair para algum programa ou para comer fora, eu preparo Busy Bags, que são saquinhos com um conjunto de estímulos que podem ser usados para várias brincadeiras.

Desta vez, levarei 3 saquinhos:

– um com massinha e utensílios como bonecos pequenos para brincar de pegadas.

Como brincar de massinha com as crianças pequenas - pegada do bala no alvo na massinha

– outro com caderno pequeno e giz de cera para a hora de desenhar

A arte da Gabi virou um presente para o papai - pegando o giz azul ]na mesa

– um terceiro com “cacarecos” como bolinhas, bolha de sabão, post-it e fita crepe

10 minutos para brincar com os filhos pequenos - gabi puxando varias fitas de uma vez

 

Para a Carol, eu não preciso mais de busy bags. Bastam lápis e papel para fazer alguns jogos divertidos como o “Adivinhe o Filme”. Também costumo recorrer a jogos verbais (tem um monte no livro do Tempojunto) e a brincadeiras de mãos como Porrinha.

Já para o tempo de ficar em casa, tem sempre a hora de brincar livre, em que tanto a Gabi quanto a Carol pegam os brinquedos e brincam do que quiserem. Em geral, na idade da Gabi, a criança ainda precisa da presença do adulto do lado, mesmo que ela fique brincando sozinha. O importante é ter em casa os brinquedos corretos para a faixa etária (aqui tem um post com minhas recomendações) para que este tempo de brincar livre seja bem estimulado.

Quando começa a brincadeira de faz de conta - gabi dando banho na boneca

Para ocupar o resto do tempo em que ficamos em casa, eu tenho sempre uma lista de brincadeiras possíveis em mãos. Como preciso produzir conteúdo novo para o Tempojunto, estou sempre com brincadeiras inéditas, porque aí eu brinco, fotografo e posso vir contar aqui. Não precisa ser assim com todo mundo. Repetir atividades não faz mal a ninguém.

Para pesquisar as atividades eu recorro a livros e ao Pinterest. Lá eu guardo todas as referências que encontro na internet, separadas por assunto (faixa etária, época do ano, tipo de situação). Atualmente tenho mais de 2.800 ideias organizadas em 60 pastas. Tem, por exemplo, a pasta “Crianças de 2 a 3 anos”, “Brincar em casa”, “Arte para crianças pequenas” e por aí vai. Algumas brincadeiras estão repetidas em mais de uma pasta. Mas o fato é que eu sempre encontro o que preciso quando vou pesquisar. Ou seja, não é por falta de referência que não vou brincar. Você pode usar o próprio site do Tempojunto como a sua fonte de inspiração.

O que eu separei para fazer com a Gabi durante o carnaval (sem stress, sem obrigação de fazer), foi:

– brincar com “Cloud Dough”, um tipo de massinha que você faz em casa e que parece areia molhada. Já que a Gabi ama massinha, ela tem tudo para se distrair para valer com essa. Para não me preocupar com a bagunça, basta forrar um lençol velho no chão e pronto. Bagunça a vontade.

Um dia de brincadeiras com seus filhos - nuvem d emassinha

– brincar de transferir água colorida de um pote para outro usando diferentes instrumentos. Você pode brincar dentro do box para facilitar a limpeza depois.

Um dia de brincadeiras com seus filhos - agua colorida

– Descoberta sensorial com papel contact. Desta vez o contact vai para o chão e vamos brincar de andar em cima e depois colar os objetos por perto nele.

Um dia de brincadeiras com seus filhos - fita no chao

Colocar e tirar fita colorida da geladeira.

Um dia de brincadeiras com seus filhos - tirar fita

– Desembrulhar brinquedos embalados com papel alumínio.

Um dia de brincadeiras com seus filhos - papel aluminio

Viu só? Estou com 5 brincadeiras engatilhadas e já sei quais materiais preciso ter em casa. Pode ser que alguma delas não funcione, que uma dure 5 minutos, mas muitas vezes me surpreendo e consigo manter a Gabi envolvida por um bom tempo na atividade. E de quebra eu me divirto também. Em breve você vai acabar vendo uma dessas brincadeiras por aqui.

Eu tenho certeza de que a Carol vai querer experimentar todas as atividades acima com a Gabi. Além dessas, as atividades específicas que vou fazer com a Carol são jogos. Tanto de tabuleiro quanto outros inventados, como o Jogo dos 7 Erros Humano.

jogos em família - Carol brincando dos 7 erros

E aí? Consegui ajudar a preparar um dia de brincadeiras com seus filhos? Espero que sim! Se você não quer continuar recebendo dicas com as de hoje, que tal fazer parte da nossa lista de envio de e-mails? A Newsletter Tempojunto é semanal, gratuita e traz todos os posts que fizemos.

 

+ Seja o primeiro a comentar

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.